Pages

Subscribe:

About

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Tarifas postais ficam mais caras a partir desta terça-feira

carteiroA partir de amanhã (28), as tarifas de serviços postais nacionais e internacionais dos Correios terão um reajuste médio de 10,7%. A portaria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações regulamentando os novos valores foi publicada hoje (27) no Diário Oficial da União.
Com o reajuste, o primeiro porte da carta não comercial terá seu valor corrigido de R$ 1,05 para R$ 1,15. No caso de telegrama nacional redigido pela internet, a tarifa passa de R$ 6,39 para R$ 7,07 por página. A tarifa da Carta Social, destinada aos beneficiários do programa Bolsa Família, permanece inalterada, em R$ 0,01.
O reajuste já tinha sido definido pelo Ministério da Fazenda na semana passada. Os serviços são reajustados todos os anos com base na recomposição dos custos repassados à estatal, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados. As novas tarifas não se aplicam ao segmento de encomendas e marketing direto.”
Agência Brasil

PRF alerta condutores sobre uso do farol nas rodovias

A Polícia Rodoviária Federal relembra os motoristas que a Lei obrigando o uso dos faróis baixos acesos durante o dia nas rodovias brasileiras começa a vigorar no dia 07 de julho de 2016.
A PRF ressalta que farolete, farol de milha ou farol de neblina não substituem a luz de farol baixo. 
A multa para quem for flagrado transitando na rodovia com os faróis desligados é de natureza média, no valor de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação.
Em novembro esse valor subirá para R$ 130,16.
farol

Começa hoje coleta de dados de censo escolar da educação básica

A primeira coleta de dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2016 começa nesta segunda-feira, (27/06). Diretores e responsáveis por escolas podem iniciar o preenchimento do censo, pela internet, no sistema Educacenso. O prazo se encerra no dia 31 de agosto de 2016. O censo escolar é feito anualmente e são prestadas informações detalhadas sobre a infraestrutura, turmas, matrículas, alunos, docentes e rendimento escolar das unidades de ensino públicas e particulares. Os dados do censo servem de subsídio para a avaliação, definição e implementação de políticas públicas de educação e distribuição de recursos da União a estados e municípios. A data de referência das informações prestadas deve ser a de 25 de maio, Dia Nacional do Censo escolar da Educação Básica.

Renan Calheiros se complica na Lava-Jato

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), passou a ser investigado, no âmbito da operação Lava Jato, pelo recebimento de propina no exterior. De acordo com o novo inquérito, assinado pela vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, as investigações podem confirmar os crimes de "corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro" oriundo do esquema para roubar a Petrobras.
A delação tem como base a delação premiada de Fernando Baino, acusado de ser operador do PMDB, onde ele explica que a venda da participação acionária da Petrobras na empresa argentina Transener foi articulada pelo lobista Jorge Luz mediante pagamento de propina destinada a Renan Calheiros e Jader Barbalho (PMDB/PA). Além de Renan e Jader, o deputado cearense Aníbal Gomes (PMDB/CE) também é parte do inquérito mantido em sigilo pela Procuradoria Geral da República.
Segundo Baiano, os pagamentos a políticos do PMDB só se tornaram possíveis com a presença de Nestor Cerveró na diretoria Internacional da Petrobras e a participação de dois ex-ministros argentinos Julio de Vido e Roberto Dromi. Renan respondia a nove inquéritos, mas na semana passada o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu o arquivamento de um deles. Mas, com este novo inquérito, o presidente do Senado tem novamente nove inquéritos contra ele.

Pré-candidatos não poderão apresentar programas de rádio e TV

manchete-4_novas-eleiçõesEmissoras de rádio e TV não poderão transmitir programas apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições municipais deste ano, a partir desta quinta-feira (30). A data está prevista no calendário eleitoral, aprovado por uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Caso de descumprimento da regra e o pré-candidato seja escolhido na convenção do partido para concorrer às eleições, a emissora e o candidato poderão ser penalizados. De acordo com o calendário eleitoral, as penalidades estão previstas em leis.
O texto afirma que, a partir desta data, é “vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de imposição da multa prevista no parágrafo 2º do Artigo 45 da Lei nº 9.504/1997 e de cancelamento do registro da candidatura do beneficiário (Lei nº 9.504/1997, Artigo 45, parágrafo 1º)”.
Ceará Agora

Safadão não receberá cachê por show em Caruaru

Após a polêmica envolvendo o cachê no São João de Caruaru-PE, o cantor Wesley Safadão não irá receber o pagamento pela apresentação pela prefeitura do Município. O site da Fundação de Cultura afirmou que o valor de R$ 575 mil não será mais pago ao artista. Safadão receberá o valor dos patrocinadores do evento.
Veja a nota na íntegra:
A Fundação de Cultura informa que o empenho do show de Wesley Safadão foi cancelado porque o pagamento será feito direto pelos patrocinadores ao artista.
Entenda o caso
A polêmica em torno do show que Wesley Safadão faria no último sábado (25), em Caruaru, começou após uma ação pública ser movida acusando o músico de superfaturamento pelo valor cobrado.
Três dias antes da apresentação, o juiz da 1ª Vara da Fazenda, José Fernando de Souza, acatou a ação popular de autoria dos advogados Dimitre Bezerra, Marcelo Rodrigues e Ewerton Bezerra e proibiu a apresentação. 
O processo dizia que o valor pago pelo show era excessivo em comparação ao valor pago pela mesma apresentação em outras cidades com perfis semelhantes, cuja festa de São João tem a mesma importância cultural e popularidade. A Fundação de Cultura de Caruaru recorreu da decisão alegando que o cachê era compatível com os valores de mercado nesta época do ano.
CNews

Estudante é expulsa após oferecer caranguejo para ambulante

Uma estudante de fisioterapia foi expulsa de uma barraca de praia no último final de semana, após convidar um vendedor ambulante para comer um caranguejo. Em sua rede social, a universitária Luana Nobre Abreu publicou um vídeo relatando detalhes do transtorno. De acordo com o relato, o dono da barraca cancelou sua conta após o ambulante aceitar o convite para comer. 
“Hoje aconteceu um fato que eu me senti super constrangida. Super envergonhada, não pelo que aconteceu...”, disse. “Por volta de quatro horas da tarde passou um vendedor de sanduíche no qual eu já conhecia, da própria barraca e conversou comigo, me deu boa tarde. E eu tinha pedido uns caranguejos, sobrou um e eu ofereci a ele. Ele sentou na barraca para comer com a gente. E ele comeu o caranguejo que eu, como consumidora, comprei, paguei e ofereci pra ele”, relatou. 
Ainda segundo a estudante, o garçom se aproximou e comunicou que a gerente do estabelecimento pediu que o ambulante não fosse alimentado no espaço. Ao escutar aquilo, a universitária disse ao funcionário que o vendedor era seu convidado e que ele falasse isto ao seu chefe. Em seguida, o garçom retornou e disse que o dono da barraca pediu que ela se retirasse do ambiente. “O dono da barraca veio falar comigo e me chamou indiretamente de insensível, de arrogante”. 
“A partir do momento em que eu pago o meu alimento, eu posso alimentar quem quiser. Ele (dono da barraca) acusou o vendedor de sanduíche de ser ladrão”, disse. 
Nas redes sociais, o assunto repercutiu. O vídeo da universitária já soma mais de 58 mil visualizações e quase dois mil compartilhamentos.
Luana disse que pretende tomar as providências jurídicas necessárias e não quer retornar ao local. “Eu estou humilhada, mas eu tenho certeza que aquele trabalhador está muito mais... Eu sinto vergonha de tudo que eu presenciei hoje. Aquele lixo que se diz um Deus, dono da verdade que pode mandar e desmandar?? Ser humano lixo!!! Eu me recuso a ser um ser humano lixo e ficar calada”, escreveu no Facebook. 
Em nota, a barraca comentou o assunto. Leia: 
“Guarderia Brasil vem a público falar sobre essa questão. Não existe praia particular no Brasil, todas as praias são públicas, é uma lei Federal. Nunca na Guarderia Brasil impedimos a venda dos ambulantes em ambiente de praia, porém existe a problemática dos frequentadores da Praia do Futuro que não gostam do assédio por parte dos ambulantes, isto é geral. Os clientes as vezes não gostam do assédio e reclamam aos proprietários das barracas”.
CNews

Ciro diz que ajuda a sequestrar Lula se houver ameaça de prisão arbitrária do petista

foto ciro gomesO ex-ministro Ciro Gomes (PDT) disse que cogita formar um grupo para “sequestrar” o ex-presidente Lula (PT) caso seja ordenada “prisão arbitrária” contra o petista. Segundo Ciro, a ação seria assessorada por juristas e conduziria Lula para o asilo em alguma embaixada estrangeira no Brasil.
“Eu quero me voluntariar para formar um grupo, com juristas nos assessorando, que se a gente entender que o Lula pode ser vítima de uma prisão arbitrária, a gente vai lá e sequestra ele e entrega ele numa embaixada. Isto eu topo fazer”, disse, em entrevista ao portal Diário do Centro do Mundo.
Apesar da ideia, Ciro diz que acredita ser “improvável” a prisão do ex-presidente. “Porque ele não tem culpa”, explica. Na entrevista, o primogênito Ferreira Gomes disse defender a punição “de quem for”, mas defendeu que investigações ocorram dentro da democracia. “Onde a liberdade é regra e a prisão exceção, respeitando o estado e o regime jurídico”, disse.
“Não merece nem o respeito, nem o acatamento da Nação brasileira”, diz Ciro Gomes
“Essas prisões temporárias, essa tortura para obter delações premiadas, tudo isso é completamente fascista e injurídico. Estamos à margem da lei, em circunstância de golpe”, disse.
Lava Jato
Mesmo com as críticas, o ex-ministro disse que, “a princípio”, é favorável à Lava Jato. “É tão grave o sentimento popular da impunidade como prêmio da corrupção que eu acho, a princípio, uma coisa boa”. Ele destaca, no entanto, que punições não podem ocorrer só para um lado, e questionou ações como a divulgação de grampos da presidente afastada Dilma Rousseff.
“É arbitrário e violento conduzir coercitivamente um cidadão que nem réu é e nunca se negou a comparecer, esclarecer as coisas, como ele mandou fazer com o Lula. É absolutamente criminoso, para além de arbitrário, divulgar conversas grampeadas do Presidente da República. Nos EUA isso é crime punível com pena de morte”, disse.
Com O POVO Online

Mega-Sena - Aposta leva R$ 2,6 milhões

Cartelas de jogos de loterias. Mega-Sena. loteria, sorte, prêmio, dinheiro, bolada, riqueza, dinheiro. -HN- (Foto: Caio Kenji/G1)Uma aposta acertou as seis dezenas do concurso 1.831 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (25). O sorteio ocorreu em Campina Grande, na Paraíba (PB). O ganhador faturou um prêmio de R$ 2.615.804,34.
Veja as dezenas sorteadas: 15 - 27 - 28 - 32 - 48 - 55
A quina teve 71 apostas ganhadoras e cada uma vai levar R$ 20.000,12. Outras 3.168 acertaram a quadra e vão levar R$ 640,33 cada uma. A estimativa de prêmio do próximo concurso é de R$ 2,5 milhões.
Para apostar na Mega-Sena - As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Marco Regulatório dos Jogos está pronto para ser votado

bolas megaEstá pronto para ser votado em uma comissão especial da Câmara projeto que legaliza cassinos, jogo do bicho e bingos no país. Se aprovado na comissão, o projeto, que cria o Marco Regulatório dos Jogos, vai direto para o Plenário. O projeto autoriza o funcionamento de casas de bingo em jóqueis clubes e em estádios de futebol com capacidade de 15 mil lugares. Também autoriza os estados a criarem suas próprias loterias, o que é proibido desde 1967.
E permite máquinas de vídeo-bingo e caça níqueis, desde que dentro dos bingos e cassinos. Além de legalizar os jogos, o projeto anistia todos os acusados da prática de exploração ilegal de jogos de azar e extingue os processos judiciais em tramitação. Quem já explora o jogo do bicho poderá continuar a atividade, depois de legalizada.

Píer e Caps 24 Horas de Camocim serão inaugurados na sexta

O Píer de Camocim, que já se transformou em mais um dos cartões postais da cidade, cenário de fotos que são compartilhadas diariamente por moradores e turistas, será oficialmente inaugurado na próxima sexta-feira (01), a partir das 16:00h. A solenidade promete ser uma das mais belas já vistas na cidade. 
Em seguida, por volta das 18:00h, será a vez do Caps 24 Horas, único do interior do estado com opção de internação,  a ser entregue à população.
Fonte: Camocim Online
Foto: Vando Arcanjo 

Bandidos invadem Fórum de Milagres e roubam armas

carros_policiaBandidos invadiram na noite do último sábado (25/06), o Fórum do município de Milagres, na Região do Cariri. De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes arrombaram o fórum e roubaram as armas.
A quantidade de armas ainda não foi divulgada pela polícia.
A polícia informou ainda que quem percebeu a ação foi um segurança que fazia ronda na rua. Quando os policiais chegaram, os bandidos já tinham fugido.
A polícia falou que vai ser feito um levantamento na manhã desta segunda-feira (27) no local. Segundo os policiais, não está descartada a possibilidade de os bandidos terem levado drogas.
Ceará Agora

Homem finge ser corretor e aplica golpe de R$ 12 milhões

Um homem que se passava por corretor de imóveis está sob investigação da Polícia Civil do Ceará (PCCE). De acordo com informações, ele seria responsável por aplicar um golpe avaliado em cerca de R$ 12 milhões.
Denúncias encaminhadas a Polícia apontam que o homem teria negociado casas e apartamentos populares, utilizando documentação falsa. Segundo as apurações, o suspeito teria vendido as mesmas unidades para vários clientes.
O golpe só foi descoberto no momento em que os compradores se encontraram nos imóveis.
O caso está sob a responsabilidade da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). De acordo com o delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da DDF, 23 pessoas teriam sido lesadas pelo falso corretor, identificado como Túlio Venturoti Cardoso.
Mesmo com um número de vítimas já conhecido, a Polícia acredita que o número de pessoas enganadas pelo criminoso seja maior.
Como agia
De acordo com a Polícia, Túlio Venturoti trabalhou em uma construtora, o que lhe garantia acesso a informações sobre os proprietários reais dos imóveis. A partir daí ele falsificava a documentação necessária para obter procurações e, dessa forma, negociar os apartamentos e casas sem levantar suspeitas.
O esquema teria sido iniciado ainda em 2015, e Túlio teria parado com a fraude no início de junho deste ano.
De acordo com o delegado Jaime Linhares, o cartório já entrou em contato com a Delegacia para informar que foi procurado pelos reais proprietários dos imóveis, que negavam ter autorizado Túlio a utilizar seus nomes e dados.
Segundo as apurações, Túlio utilizava a tática de oferecer os imóveis em preços atrativos, bem abaixo dos valores de mercado.
Entre os bairros onde o falso corretor negociou imóveis, estão o Mondubim e o Barroso. A Polícia segue com as investigações, a fim de capturar o suspeito, que segue foragido. Ele está desaparecido há cerca de um mês, segundo os policiais.
CNews

Lista com pré-selecionados é divulgada nesta segunda-feira

O Ministério da Educação (MEC) divulga nesta segunda-feira, 27, o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os estudantes pré-selecionados têm até o dia 1º de julho para apresentar os documentos que comprovem as informações prestadas no momento da inscrição nas instituições de ensino.
O ProUni seleciona estudantes para receber bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Ao todo, serão ofertadas, no período referente à 2016.2, 125.442 bolsas, sendo 57.092 delas integrais e 68.350 parciais, de 50%, em 22.967 cursos de 901 instituições de ensino superior.
A divulgação do resultado será feita na página do programa (clique aqui). Cabe ao candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação. Aqueles que não forem selecionados podem ainda participar da lista de espera, de 8 a 11 de julho.
A lista dos documentos necessários está disponível na internet (clique aqui). O estudante é selecionado quando a documentação é aprovada.
O programa é dirigido tanto aos estudantes egressos do ensino médio na rede pública, quanto àqueles que tenham vindo da rede particular na condição de bolsistas integrais. Podem concorrer a bolsas integrais os estudantes que comprovem renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário-mínimo e meio. Às bolsas parciais, podem concorrer aqueles com renda familiar per capita máxima de três salários-mínimos.
Informações: Agência Brasil

Fim de semana de São João deixa 39 mortos em acidentes e homicídios

Segunda-Feira 27.6.2016 736Pelo menos, 39 pessoas morreram de forma violenta durante o fim de semana no estado do Ceará. Este é o resultado do balanço PARCIAL das ocorrências registradas entre a última sexta-feira (24) e o começo da madrugada desta segunda-feira (27). Foram contabilizados no período, 30 casos de homicídios e mais 9 mortes em acidentes de trânsito.
Na Capital, a Polícia fez o registro de sete homicídios ocorridos nos bairros Álvaro Weyne, Meireles, Alagadiço Novo, Granja Portugal, Vila Velha (2 casos) e Planalto Ayrton Senna.  
Já na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), ocorreram assassinatos em Caucaia (2 casos) e São Gonçalo do Amarante.
No Interior do Estado, praticados 20 casos de homicídios, sendo 8 casos no Interior Norte, nos seguintes Municípios: Amontada, Hidrolândia, Sobral, Pacoti, Nova Russas, Irauçuba, Aracoiaba,  e Coreaú.
No Interior Sul, foram 12 assassinatos nos Municípios a seguir: Quixadá (2 casos), Russas (2 casos), Juazeiro do Norte (2 casos), Crato, Jaguaruana, Brejo Santo, Catarina, Caririaçu e Missão Velha.
Já os acidentes de trânsito deixaram nove mortos nos seguintes Municípios: Fortaleza (Capital), Santana do Cariri, Ocara, Campos Sales, Limoeiro do Norte, Acarape, Araripe, Juazeiro do Norte e Crato.
Veja agora, a lista completa das vítimas da violência do fim de semana no Ceará:
HOMICÍDIOS EM FORTALEZA (CAPITAL)
01 – Francisco G.D.R.P.  (bala) – Rua João Nogueira (Álvaro Weyne)

02 – Vítima sem identificação/masculino (bala) – Avenida Antônio Justa (Meireles)

03 – Vítima menor de idade/masculino (bala) – Rua Esmerino Parente (Alagadiço Novo)

04 – Vítima menor de idade/masculino (bala) – Rua 1º de Maio (Granja Portugal)

05 – Vítima sem identificação/masculino (bala) –  (Planalto Ayrton Senna)

06 – Marciel V.S. (bala) – Rua D (Vila Velha IV)

07 – Vítima sem identificação/masculino  (bala) – (Vila Velha I)

HOMICÍDIOS NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA

08 – Vítima sem identificação/masculino (bala) – R. Cel. Correia/Centro (Caucaia)

09 – João C.S. (facadas) – Rodovia CE-085 (São Gonçalo do Amarante)

10 – José A.O. (bala) – Rodovia BR-222 (Caucaia)

HOMICÍDIOS NO INTERIOR DO ESTADO

11 – Itambergue Rocha dos Santos (bala) – Conjunto Novo Crato (Crato)

12 – Lucildo dos Santos Silva (bala) – Bairro Pio XII (Juazeiro do Norte)

13 – Maria Lúcia Silva Carneiro (bala) – Bairro São Sebastião (Amontada)

14 – Ernildo Pinheiro Marinho (bala) – Bairro Campo Velho (Quixadá)

15 – Francisco Neri Martins (bala) – Localidade Fazenda Serrota (Hidrolândia)

16 – Francisco Edson Rodrigues Moura (bala) – Bairro Vila União (Sobral)

17 – Valdemir Vieira de Sousa (bala) – Sede (Nova Russas)

18 – Pedro Herbert de Oliveira Cardoso (bala) – Rua João Celedônio/Sede (Jaguaruana)

19 – Maria Gorete Ângelo da Silva (facadas) – Bairro Alto da Bela Vista (Brejo Santo)

20 – José Wállyson Matos do Prado (facadas) – Localidade Sítio Catitu (Pacoti)

21 – Manoel dos Santos (bala) – Zona Rural (Irauçuba)

22 – Mário Ferreira de Oliveira (pauladas)  - Lagoa da Pedra/Distrito Várzea da Onça (Quixadá)

23 – Antônio José Barbosa de Sousa (bala) – Localidade Jenipapeiro dos Tristão (Aracoiaba)

24 – João Eudes de Melo (facadas/pauladas) – Distrito de Peixe (Russas)

25 – Emídio Teixeira (bala) – Centro/Sede (Catarina)

26 – Vítima identificada apenas por Adaílson/menor (bala) – Loc. São João de Deus (Russas)

27 – Daniel Sinésio do Nascimento (bala) – Localidade Passareiras (Coreaú)

28 – Adauto Félix dos Santos (pauladas) – Bairro Bico de Arara (Cariciaçu)

29 – Manuel João dos Santos (bala) – Localidade Sítio Floresta (Missão Velha)

30 – Vítima sem identificação/masculino (facadas) – Rodoviária (Juazeiro do Norte)

VÍTIMA FATAIS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO

31 – Weslan Duarte (colisão/moto) – Localidade Sítio Latão (Santana do Cariri)

32 – Menor de idade/masculino (atropelamento) – CE-060 (Ocara)

33 – Nilton José da Costa (queda/moto) – CE-292/Sítio Caldeirão (Campos Sales)

34 – Raimundo Luciano Soares de Oliveira (queda/moto) – CE-377 (Limoeiro do Norte)

35 – Ricardo Girão (colisão/moto) – Avenida João Pessoa/Bairro Damas (Fortaleza/Capital)

36 – Vítima não identificada/masculino (queda/moto) – Loc. Estrada do Pau Branco (Acarape)

37 – Lucimar Cândido Ferreira da Silva (queda/moto) – Loc. Sítio Lagoinha (Araripe)

38 – Vítima sem identificação/masculino (queda/moto) – Rua São Pedro/Centro (Juazeiro)

39 – Maria do Socorro de Jesus (queda/moto) – Loc. Sítio Santa Rosa (Crato)
Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

Sindicato dos Bancários já contabiliza 48 ataques a bancos neste ano no Ceará

bacnosssNos primeiros seis meses deste ano já foram registrados pelo Sindicato dos Bancários do Ceará um total de 48 ataques contra 41 no mesmo período do ano passado.
Desses 48 ataques, 40 foram registrados no Interior. O Sindicato atribui o baixo índice de ocorrências em Fortaleza à existência do Estatuto Municipal de Segurança Bancária (lei 9.910), em vigor desde 2012. O Estatuto prevê que as unidades bancárias adotem diversos itens de segurança para coibir esse tipo de ataque.
Desde a aprovação da lei em Fortaleza, o Sindicato informa ter encampado uma árdua batalha pela aprovação de leis semelhantes em diversos municípios do Interior do Ceará. Entretanto, em poucas cidades a iniciativa foi em frente, como Tianguá, Caucaia, Caridade e Crateús (lei semelhante apresentada pelos vigilantes locais).
Confira os números do Sindicato
Em 2016
48 ataques
40 – Interior;
08 – Fortaleza
Tipos de ataques
22 arrombamentos
09 tentativas de arrombamento
04 invasões a agências no horário do expediente
16 ataques com uso de explosivos
07 ataques com reféns
04 vítimas feridas à bala
01 policial morto
Alvo dos ataques
25 ações contra o BB
23 ações contra os demais bancos
36 Cidades atacadas (em algumas, mais de uma vez):
Eusébio – Farias Brito – Fortaleza – Novo Oriente – Cariús – Caucaia – Solonópole – Madalena – Ocara – Campos Sales – Senador Sá – Paraipaba – Ibaretama – Maracanaú – Orós – Morrinhos – Independência – São João do Jaguaribe – Pacajus – Icapuí – Horizonte – Forquilha – Jaguaribe – Acopiara – Itaitinga – Monsenhor Tabosa – Morada Nova – Aracoiaba – Choró – Parambu – Beberibe – Coreaú – Capistrano – Crato – Fortim – Várzea Alegre.
Caridade é a 5ª cidade do Ceará a aprovar a Lei de Segurança Bancária
SERVIÇO
O levantamento tem atualização diária e está disponibilizado no sitewww.bancariosce.org.br

Cúpula da Câmara discute anulação de decisões de Maranhão

MARANHÃOExcluídos das decisões administrativas tomadas pelo presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), integrantes da Mesa Diretora da Casa pretendem “revogar” todos os atos tomados unilateralmente pelo deputado. Para que tal medida ocorra, segundo integrantes do colegiado, basta o apoio de quatro dos sete integrantes. A Mesa, entre outras atribuições, dirigi os trabalhos legislativos e os serviços administrativos da Casa.
Embora a previsão da próxima semana seja de esvaziamento do Congresso, devido aos festejos junino, os deputados que integram o colegiado pretendem desembarcar, em Brasília, na manhã desta terça-feira (28), para discutirem a anulação das últimas decisões de Maranhão. Entre elas a que flexibilizou as regras para pagamento de horas extras aos servidores da Casa.
“Chamei a reunião para revogarmos essa decisão do Maranhão de pedir para os gabinetes e diretorias definirem quantos que vão fazer hora extra nas sessões”, afirmou ao Estado primeiro-secretário, deputado Beto Mansur (PRB-SP).
Em setembro do ano passado, a Câmara restringiu o número de servidores efetivos e comissionados que poderiam receber o acréscimo salarial, por participarem das sessões noturnas. Antes das regras terem sido estabelecida, a Casa desembolsava cerca de R$ 1,2 milhão, por sessão, com o pagamento de horas extras. Após a decisão, o gasto caiu para R$ 517 mil. “Temos que observar o impacto da decisão do Maranhão e o momento que nós vivemos, a realidade do País. É hora de todos dar um exemplo”, defendeu o segundo secretário, Felipe Bornier (PROS-RJ).
Segundo os membros da Mesa ouvidos pela reportagem, Waldir Maranhão apesar de não atender aos telefonemas foi comunicado sobre a realização da reunião. A atuação do deputado deverá ser, contudo, apenas protocolar. “Ele disse que reveria essa posição, não o fez, então vamos fazer. Se ele, estiver lá e quiser participar tudo bem, senão, vamos fazer independente da presença dele”, ressaltou o quarto secretário, Alex Canziani (PTB-PR).
Desde que assumiu a presidência da Câmara interinamente no início de maio, após afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Waldir Maranhão tem evitado realizar reunião da Mesa Diretora para discutir questões administrativas da Casa. Tal comportamento tem irritado os integrantes do colegiado, que muitas vezes ficam sabendo das decisões pela imprensa.
“As decisões estavam sendo monocrática como essa a respeito das horas extras. Agora vamos discutir todos os atos”, ressaltou a terceira secretária, Mara Garbilli (PSDB-SP). Além da decisão a respeito das horas extras, a ideia dos integrantes do colegiado é rever todos atos “ad referendum” , que ainda não são de conhecimento dos deputados.
Andamento. As iniciativas de integrantes da cúpula da Casa para reverter decisões unilaterais de Maranhão também contam com apoio de integrantes do próprio partido do deputado. Para o presidente da Comissão Mista do Orçamento, Arthur Lira (PP-AL), as investidas do colega sem a discussão prévia com as demais lideranças, tem afetado o andamento de toda a Casa. “Veja só a última que ele fez. Tirou todas as sessões deliberativas. Dessa forma, matou a semana porque quem vem se não há votação? E nós lá na comissão precisávamos de quórum para dar prosseguimento na discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias”, se queixou Lira. “Maranhão não tem a menor condição de estar a frente da presidência da Câmara”, emendou.
Cargos. Além de tentarem emparedar Maranhão, integrantes do comando da Casa também têm monitorado as movimentações do deputado para tentar se manter na cadeira. Entre as manobras que estaria sendo arquitetadas está a troca de cargos por apoio político. Segundo relatos, Maranhão pediu para que fosse encaminhado um levantamento apontando onde e com que estão cerca de 60 cargos comissionados, que fazem parte da estrutura da presidência da Câmara. De acordo com integrantes da cúpula da Câmara, o vazamento da lista para outros parlamentares teria sido o motivo da exoneração da chefe de gabinete de Eduardo Cunha na presidência, Helena Freitas.
estadao-conteudo

Perícia do Senado diz que Dilma agiu para liberar crédito, mas não em pedaladas

dilmaDe acordo com matéria publicada na edição desta segunda-feira (27/06), no jornal Folha de São Paulo, a perícia feita a pedido da comissão do impeachment do Senado diz que não há “controvérsia” sobre a ação da presidente afastada Dilma Rousseff nos decretos de créditos suplementares editados sem o aval do Congresso. Por outro lado, o laudo afirma que não foi identificada ação dela nas chamadas “pedaladas fiscais”.
Segundo o documento, assinado por três técnicos do Senado e entregue na manhã desta segunda (27) à comissão, três dos quatro decretos objetos da denúncia contra Dilma eram “incompatíveis” com a meta fiscal do ano passado. A perícia afirma: “Há ato comissivo da exma. Sra. Presidente da República na edição dos decretos, sem controvérsia sobre sua autoria”.
Ao todo, 99 perguntas foram feitas pela defesa da petista, pela acusação contra ela, e pelo relator do processo, Antonio Anastasia (PSDB-MG).
Segundo a perícia, de 217 páginas, três decretos “promoveram alterações na programação orçamentária incompatíveis com a obtenção da meta de resultado primário vigente à época da edição”. São eles: os de 27 de junho de 2015, nos valores de R$ 1,7 milhão e e R$ 29 milhões, e o decreto de 20 de agosto de 2015, no valor de R$ 600 milhões.
De acordo com o laudo, esses créditos deveriam ter tido “autorização prévia” do Congresso.
Uma das acusações na denúncia contra Dilma diz que ela cometeu “pedalada fiscal” com o atraso do repasse de R$ 3,5 bilhões do Tesouro ao Banco do Brasil para o Plano Safra.
O laudo diz que não identificou ação de Dilma no episódio: “Pela análise dos dados, dos documentos e das informações relativos ao Plano Safra, não foi identificado ato comissivo da Exma. Sra. Presidente da República que tenha contribuído direta ou imediatamente para que ocorressem os atrasos nos pagamentos”
A partir desta terça (28), as partes terão 72 horas para pedir esclarecimentos sobre a perícia. A junta de peritos deve ser ouvida no próximo dia 5.
A comissão ouvirá nesta segunda mais três testemunhas de defesa de Dilma, entre elas o ex-ministro Patrus Ananias. A fase de oitiva das pessoas arroladas pela presidente afastada acaba na quarta (29).
Pelo cronograma, o plenário do Senado fará no dia 9 de agosto a votação do parecer prévio (chamada de “pronúncia”) da comissão sobre as acusações contra a petista.
A partir desta data, se a maioria simples dos presentes aprovar o parecer, há um prazo de até 48 horas para que a acusação apresente o chamado libelo acusatório, e outras 48 horas para que a defesa de Dilma se pronuncie. Depois o julgamento final tem de ocorrer em até dez dias. Ou seja, mantido o plano, senadores avaliam que Dilma deve ser julgada a partir da semana do dia 22 de agosto –nesta etapa, são necessários ao menos 54 votos para a petista ser afastada definitivamente.
De acordo com o calendário, Dilma poderá depor no dia 6 de julho na comissão Ela não é obrigada a comparecer. O advogado da petista, o ex-ministro José Eduardo Cardozo, disse que ainda está em análise qual caminho será adotado.
Com informações da Folha de São Paulo

Casos de dengue continuam avançando em Granja

A dengue continua avançando em Granja, no Litoral Oeste do Ceará. Na semana passada foram confirmados mais ‎três casos da doença, subindo para 30 o número de pessoas infectadas pelo Aedes Aegypti no município em 2016. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), divulgado nesta sexta-feira, 24.
Os casos prováveis também aumentaram em sete dias, de 78 para 95. Até o momento, Granja conta com 378 notificações de casos de dengue. No informe anterior eram 361 casos notificados. O Índice de Infestação Predial (IPP) por Aedes aegypti do município permanece em 3,20. 
A situação mais crítica entre os que compõem a 16ª Coordenadoria Regional de Saúde é a de Barroquinha, de acordo com os números do boletim da Sesa. Até a semana passada o município contava com 474 notificações, 348 casos prováveis e 117 confirmações em decorrência da doença.
Em Camocim são 175 notificações, 160 casos suspeitos e quatro confirmações. Chaval também contabiliza quatro confirmações, mas as notificações são 128 e há 117 casos suspeitos. Martinópole é o único onde os números são baixos, com apenas 21 notificações e a mesma quantidade de casos suspeitos, sem registro de confirmação de dengue.
Ceará
Em 2016, até o último dia 25 de junho, foram notificados 60.686 casos de dengue no Ceará. Destes, 42.060 (69,3%) prováveis, sendo 16.383 (38,9%) confirmados. O Estado já conta com oito mortes, sendo quatro em Fortaleza e as demais nos municípios de Aracati, Catarina, Fortim e Icó.
Confirmaram-se casos nas 22 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES) e em 78,8% (145/184) dos municípios. Em relação à faixa etária, 21,7% dos casos confirmados tinham de 20 a 29 anos.
Como se prevenir:
Folha Granjense

Fortaleza tem a gasolina mais cara entre as capitais nordestinas

aumento-gasolinaEntre as capitais nordestinas, Fortaleza é a que tem a gasolina mais cara. O preço do litro na capital cearense chega a ser vendido por cerca de R$ 3,95. As informações são do último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizado entre os dias 19 e 25 deste mês de junho.
Na Capital cearense, o preço do litro da gasolina pode ser encontrado pelo consumidor de R$ 3,87 a R$ 3,99, uma variação de 3,10% entre o maior e o menor preço. Na comparação com à última pesquisa da ANP, feita do dia 12 a 18 de junho, quando o combustível estava sendo comercializado por R$ 3,96, o valor médio apresentou um leve recuo de 0,25%.
A capital com o segundo maior preço é Maceió, com preço por litro de R$ 3,83. Na terceira colocação vem Recife, com gasolina a custar R$ 3,77 o litro.
Preço por capital
– Fortaleza: R$ 3,95

– Maceió: R$ 3,83

– Recife: R$ 3,77

– Natal: R$ 3,75

– Teresina: R$ 3,63

– Aracaju: R$ 3,62

– Salvador: R$ 3,59

– João Pessoa: R$ 3,53

– São Luís: R$ 3,43

Preço por Estado

– Ceará: R$ 3,85

– Alagoas: R$ 3,83

– Rio Grande do Norte: R$ 3,79

– Pernambuco: R$ 3,77

– Bahia: R$ 3,677

– Piauí: R$ 3,675

– Paraíba: R$ 3,64

– Sergipe: R$ 3,62

– maranhão: R$ 3,56
Ceará Agora

Senadores mostram "fatura" do impeachment

FOTO: DIDA SAMPAIO/ ESTADÃODo apoio do Planalto em disputas locais a indicações para cargos em estatais e até para o comando do BNDES – o maior financiador de empresas do País –, o presidente em exercício Michel Temer está sendo pressionado por senadores em troca de apoio no julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. A votação final está prevista para acontecer até o fim de agosto.
Por causa do assédio, Temer tem recebido parlamentares no Palácio do Jaburu para almoços, jantares e reuniões, marcados muitas vezes fora da agenda oficial. Nos encontros, escuta mais do que fala. “O Temer está comprando a bancada. É uma compra explícita de apoio”, disse o senador Roberto Requião (PMDB-PR), peemedebista contrário à saída de Dilma.
Para interlocutores do governo no Senado, o “movimento” nada mais é do que uma lista de demandas. O caso mais pitoresco, segundo relatos de três senadores próximos a Temer, é o de Hélio José (PMDB-DF). Ele pediu 34 cargos, entre os quais a presidência de Itaipu, Correios, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e até o comando do BNDES.
O senador foi convencido por colegas da inviabilidade dos pedidos e do risco político que correria em sua base se apoiasse Dilma. Não levou nada e ainda decidiu votar pelo afastamento.
O senador Romário (PSB-RJ), que votou pela admissibilidade do impeachment, ficou indeciso sobre o afastamento definitivo poucos dias depois. A dúvida foi comunicada ao Planalto acompanhada de uma fatura. Ele pediu o comando da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência e uma diretoria em Furnas. A primeira vaga já havia sido prometida para a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP). Cadeirante e militante histórica, ela queria emplacar um nome da área. Romário ganhou apenas o cargo, que ficou com a ex-deputada Rosinha da Adefal.
Ex-presidente do Cruzeiro, o senador Zezé Perrella (PTB-MG) conseguiu pôr seu filho, Gustavo Perrella, na Secretaria Nacional do Futebol e de Defesa dos Direitos do Torcedor.
Em outra frente de pressão, Temer é cobrado a se posicionar politicamente em disputas locais. O caso mais emblemático é o do Amazonas, onde o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), aliado do senador Omar Aziz (PSD), é adversário do senador Eduardo Braga (PMDB). Todos são aliados de Temer e estarão em lados opostos na eleição municipal.
O senador peemedebista reivindica o apoio do presidente em exercício para seu candidato, Marcos Rota. Já Aziz quer que Temer ajude Virgílio. No Placar do Impeachment do Estado, Braga consta como indeciso e Aziz não quis responder.
Temer enfrenta o mesmo dilema no Paraná, onde dois aliados, o governador Beto Richa (PSDB) e o senador Álvaro Dias (PV), são adversários políticos e disputam influência em Itaipu.
Contas
Pela estimativa do Planalto, a cassação de Dilma está nas mãos de 15 senadores. Hoje, 38 se posicionam a favor do impedimento – são necessários 54. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, se recusa a revelar a “estratégia” para evitar a volta da petista. “Não vou revelar nomes, mas temos um controle diário dentro do Senado. Temos informação do movimento de todos, até mesmo daqueles que se dizem indecisos”, disse, em um almoço com empresários na semana passada.
O titular da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, confirmou que tem dialogado com senadores que buscam espaço no governo. “As conversas estão sendo republicanas e não está havendo essa pressão que se imagina, não”, afirmou.
As articulações são criticadas pela oposição. “Quando há um processo de julgamento de uma presidente, há uma alteração da condição do senador, que vira juiz. No período do julgamento, ele não pode negociar posição com cargo”, disse o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).
Senadores que estiveram com Temer disseram que não trataram do afastamento. “Ele não tocou no assunto. Eu disse que ele precisava de uma agenda para os excluídos e perguntei quem iria pagar pelo ajuste”, disse Cristovam Buarque (PPS-DF), indeciso sobre o voto final e que também visitou Dilma. Na admissibilidade, ele votou contra a presidente.
Hélio José relativizou suas demandas. Ele disse que sugeriu nomes “apenas quando foi consultado” e considerou um “folclore” a lista de cargos que teria apresentado. A assessoria de Romário afirmou, por meio de nota, que não houve negociação por seu voto no impeachment e negou a demanda por uma diretoria em Furnas. Procurados, Perrella, Braga e Aziz não foram localizados. Álvaro Dias disse que “quer distância” de cargos.
DEMANDAS
Secretaria de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência
O senador Romário (PSB-RJ), que votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff na primeira fase do processo, posiciona-se, agora, como indeciso e pediu o comando da secretaria e conseguiu. O cargo estava prometido para a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP), mas ficou com a ex-deputada alagoana Rosinha da Adefal, aliada de Romário.
‘Lista’ de cargos
Segundo relatos de senadores próximos a Temer, Hélio José (PMDB-DF) apresentou ao governo uma “lista” pedindo 34 cargos, entre os quais a presidência dos Correios, Itaipu e o comando do BNDES. Não obteve sucesso. O senador peemedebista nega ter feito qualquer pedido.
Manaus
O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) quer o apoio de Temer ao seu candidato a prefeito de Manaus, Marcos Rota (PMDB). Já o senador Omar Aziz (PSD-AM) quer que o presidente em exercício ajude Arthur Virgílio, do PSDB. No Placar do Impeachment do ‘Estado’, nem Braga nem Aziz tem um posicionamento definido sobre o processo.
Jader Barbalho
O senador peemedebista, que conseguiu emplacar o filho, Helder Barbalho, no comando do Ministério da Integração Nacional, estaria condicionando seu posicionamento no julgamento final do impeachment de Dilma à manutenção do filho na pasta. Jader, no Placar do Impeachment do ‘Estado’, está no grupo dos que não quiseram responder.
estadao-conteudo

Governo Temer quer permitir aposentadoria só a partir dos 70 anos

temerDe acordo com matéria publicada na edição desta segunda-feira (27/06), do jornal O Globo, o governo de Michel Temer quer que a idade mínima para a futura geração se aposentar chegue aos 70 anos. A ideia, segundo uma fonte do governo que está participando das discussões, é estabelecer no projeto que será enviado ao Congresso duas faixas: a primeira, de 65 anos; e a segunda, de 70 anos, para ser aplicada só daqui a 20 anos.
Segundo a reportagem, há praticamente consenso de que a reforma da Previdência em estudo deverá estabelecer 65 anos como idade mínima a partir da aprovação do texto, mas com uma regra de transição que não penalize tanto quem já está no mercado de trabalho e ainda menos quem está mais próximo da aposentadoria.
Por exemplo, se um homem já contribuiu 30 dos 35 anos que determinam a lei atual e tem 50 anos, ele não terá que trabalhar mais 15 anos, até os 65. Haverá uma transição. O objetivo do governo é elevar a idade média das pessoas ao se aposentarem. Hoje, é de 54 anos.
Os que entrarem no mercado de trabalho a partir da sanção da nova regra se enquadrarão integralmente na faixa de 65 anos. Mesmo que o governo envie o projeto ao Congresso ainda este ano, dificilmente ele será aprovado antes de 2017.
— Se vamos estabelecer a idade mínima agora, já podemos pensar nas próximas décadas, deixando uma faixa mais alta para a futura geração, que está longe ainda de entrar no mercado de trabalho. Agora, a adoção dos 65 anos como idade mínima terá uma regra de transição muito clara para não prejudicar quem já está no mercado de trabalho há mais tempo — afirmou um integrante do governo Temer.
As fórmulas para esta regra de transição ainda estão sendo analisadas pelo governo, mas levarão em conta o tempo de contribuição dos trabalhadores e o período que falta para a aposentadoria. Apesar de o presidente Michel Temer ter declarado na última sexta-feira ser a favor de que as mulheres se aposentem levemente mais cedo do que os homens, a intenção da equipe econômica é, a longo prazo, fazer com que a idade para ambos os sexos coincida.
Amanhã, haverá reunião entre governo e as centrais sindicais, da qual poderá sair a primeira versão da reforma da Previdência. O Planalto ainda tem dúvida sobre a apresentação de um documento para evitar um “pacote pronto”, porque busca entendimento com os sindicatos, que têm se mostrado inflexíveis especialmente quanto a alterações na regra que afetem quem está no mercado de trabalho ou próximo da aposentadoria. A decisão sobre apresentar ou não essas linhas gerais será definida em cima da hora, dependendo do clima entre governo e sindicatos.
— As centrais resistem em praticamente todos os pontos, mas estão começando a assumir a responsabilidade. A previdência não é um problema do governo, que passa; mas de quem vai se aposentar. Se o governo não fizer nada rápido, o Brasil vai acabar daqui a uns anos como países europeus que quebraram — disse uma alta fonte do governo.
A expectativa do governo é receber algumas ideias das centrais na reunião de amanhã, mas há impasse. Os sindicatos querem a manutenção da regra 85/95 (soma entre idade e tempo de contribuição para mulheres e homens, respectivamente) e pedem, em vez de mudanças estruturais no sistema, que o governo faça uma fiscalização rigorosa nos gastos com os recursos previdenciários.
— Queremos que o governo abra a caixa-preta da Previdência. O trabalhador não é o responsável pelo deficit que existe no sistema — disse ontem o vice-presidente da Força Sindical, Miguel Torres, que estará amanhã em Brasília para a reunião no Palácio do Planalto.
Medidas que afetam quem ainda não entrou no mercado de trabalho, no entanto, causam menos polêmica entre as centrais. Segundo Miguel Torres, não há entre as centrais uma decisão sobre o tema.
Há dois pontos apresentados pelas centrais que o governo vê com bons olhos: a abertura de um programa de refinanciamento de débitos inscritos na dívida ativa com a Previdência e a revisão das isenções às entidades filantrópicas.
A Previdência do setor rural é outro ponto polêmico. Os sindicatos afirmam que este responde pela maior parte do deficit do sistema. O governo busca discutir esse problema em mesas separadas. Ouviu as queixas dos sindicalistas, mas quer discutir alternativas com os ruralistas para não contaminar as discussões.
Uma fonte do governo disse que alguma medida terá de ser adotada para reduzir as despesas previdenciárias deste setor.
Com informações do O Globo

Grupo ataca agência do INSS em Sobral

Um grupo armado atacou a tiros, neste domingo, 26, o prédio onde funciona o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do município de Sobral, no Norte do Estado, a 240 quilômetros de Fortaleza.
De acordo com informações iniciais, os criminosos desceram de um veículo e atiraram contra a fachada do local, que fica na avenida Lúcia Saboia, no Centro da cidade, próximo à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do município.
Uma porta de vidro foi danificada, mas, ainda segundo relatos, ninguém ficou ferido. A Polícia foi acionada ao local, mas os criminosos conseguiram fugir.
Não há informações sobre quantas pessoas teriam participado da ação. As buscas policiais continuam, a fim de capturar os responsáveis pelo ataque.
Mais detalhes no decorrer do dia.
CNews

Tentativa de assalto a banco de Horizonte, no Ceará

Foi registrada na tarde deste domingo (26), em Horizonte, localizado há 40 km de Fortaleza, uma tentativa de assalto a uma agência do Banco do Nordeste. 
De acordo com a Polícia Militar, após receber denúncias da população, a viatura chegou ao local e viu dois homens pulando o muro da agência. 
Ao verificar dentro da agência, os policiais perceberam que os cabos de iluminação e de câmeras de segurança haviam sido cortados, mas não foram encontrados indícios de arrombamento. 
Até o momento, ninguém foi preso.
Outra ataque a banco foi registrado na última quarta-feira, 22, uma agência do Banco do Brasil foi alvo de uma tentativa de arrombamento. 
O Sindicato dos Bancários do Ceará já registrou mais de 70 ações contra bancos em 2016, entre  explosões, roubos, tentativas, arrombamentos, “sapatinho” (quando o gerente tem familiares sequestrados) e ataques a carro-forte.
CNews

Em Fortaleza, usuários relatam desesperança com falta de remédios

De tanto chegar aos postos de saúde e não encontrar os remédios de que necessitam, pacientes têm desistido da busca e se conformado em desembolsar dinheiro para garantir o que lhes é de direito. O POVO foi a postos de seis regionais de Fortaleza e ouviu, na maioria deles, relatos de desesperança. Prefeitura promete mudar nesta quinta estratégia de distribuição para contornar o problema.
No posto Carlos Ribeiro, no Jacarecanga (Regional I), nem a empregada doméstica Alice Santana, 60, nem o motorista Fransuilame Cordeiro, 54, são atendidos satisfatoriamente. Alice, que precisa mensalmente de medicamentos para tratar tireoide, colesterol e diabetes, não tem conseguido todos. “Falta o da diabetes”. Quando falta, “às vezes, eu compro, mas tento vir antes que falte. Eles (funcionários) dizem que a gente pode ir em outros postos pra receber”. Fransuilame reclama: “há três meses que eu compro do meu bolso”.
No posto Frei Tito, no Caça e Pesca (Regional II), mesma realidade. Uma mulher de Juazeiro do Norte, que preferiu não se identificar, disse que precisa de remédios para controle da pressão. “Falta, aí tenho que comprar”. Já no Anastácio Magalhães, no Rodolfo Teófilo (Regional III), a supervisora de call center Rosana Uchôa, 26, já nem tenta mais buscar lá medicamentos para a gestação “por causa da demora”.
O cenário se modificou quando O POVO visitou os postos Luis Albuquerque Mendes, na Serrinha (Regional IV), e o de Messejana (Regional VI). No último, a chegada da equipe coincidiu com a reposição semanal de medicamentos, mas o responsável pela unidade não soube dizer quais faltas seriam supridas, já que, até então, não havia contabilizado a recarga.
No entanto, Wellington Silva, 36, que faz tratamento no posto de Messejana para esquizofrenia e depressão, informou que não tem faltado seus remédios. “Só falta médico”. Na Serrinha, funcionária do posto Luis Albuquerque Mendes garantiu que não há falta dos medicamentos mais demandados: antibióticos, anti-inflamatórios, antidiabéticos e anti-hipertensivos. 
O filho de seis anos do mecânico Francisco das Chagas, 36, e da empregada doméstica, Vilma Cândido, 38, estava precisando de amoxilina e ibuprofeno para tratar inflamação na garganta, mas, no posto Maciel de Brito, no Conjunto Ceará (Regional V), não havia o medicamento. “Antibiótico é difícil ter. Não tem nem previsão (de chegada)”, lamentou o pai.
Por Luana Severo - O POVO