Pages

Subscribe:

About

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Homem rende bandidos e é morto por engano por PMs

Resultado de imagem para Homem rende bandidos e é morto por engano por PMsUm homem foi morto durante a ação da Polícia Militar no município de Lauro de Freitas, na região metropolitana de salvador. Segundo informações da família de Ramon Henrique de Jesus Santos, 32 anos, ele foi confundido com bandidos após, armado, render dois suspeitos de terem roubado o restaurante da mãe.
Ramon estava trabalhando quando foi avisado por uma irmã que dois assaltantes tinham acabado de tentar roubar o restaurante da mãe deles, que fica a poucos metros do serviço do homem. Ele ligou para um amigo, que tinha uma arma, e juntos os dois saíram pra tentar localizar os bandidos.
Os amigos conseguiram encontrar dois suspeitos a quase 500 metros do local. A dupla foi contida e rendida no chão por Ramon e o amigo.
A Polícia Militar também já tinha sido informada de que tinha acontecido um assalto na região e faziam ronda pelo local, quando encontraram o amigo de Ramon apontando uma arma para os dois jovens deitados na pista. Segundo testemunhas, ele colocou o revólver no chão, levantou os braços e se ajoelhou. Ramon fez o mesmo e ainda teria gritado que era a vítima, mas, de acordo com a família, os PMs acharam que os amigos eram os ladrões e dispararam várias vezes.
Ramon foi atingido por sete tiros e o amigo foi ferido de raspão na cabeça. Uma vizinha ainda abraçou o amigo de Ramón e gritou que eles eram moradores e não os suspeitos.
Os policiais levaram Ramon para o Hospital Menandro de Faria, mas ele não resistiu aos ferimentos. O amigo foi para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e depois ouvido na delegacia e liberado.
Os dois suspeitos que teriam cometido o assalto são menores de idade e não ficaram detidos porque, segundo a polícia, não ficou comprovada a participação deles no assalto.
Em nota, a Polícia Militar alegou que os dois amigos reagiram a abordagem, tentaram fugir de carro e trocaram tiros com os policiais. Mas, a cunhada de Ramon afirmou que depois de já ter atirado nos amigos, os policiais pegaram a arma e atiraram na porta da viatura, entraram no veículo que Ramón utilizava, que era da mãe do rapaz, e deram um tiro.
A família de Ramon vai denunciar o caso à corregedoria da corporação. Ele deixa mulher e dois filhos pequenos.

0 comentários:

Postar um comentário