Pages

Subscribe:

About

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Sesa emite alerta sobre contaminação por vírus influenza no Ceará

Resultado de imagem para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).A Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) está investigando dois supostos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A doença atingiu 130 pessoas em 2016 e deixou 17 mortos no estado.
Em nota divulgada nesta segunda-feira (6), a Secretaria alerta os profissionais de saúde para a Síndrome Gripal em pacientes com fatores de risco como febre acompanhada de tosse, inclusive coriza e obstrução nasal no caso de crianças com menos de 2 anos.
Entre as causas da doença está a contaminação pelo vírus Influenza. Eles são transmitidos facilmente por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar. Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, já os tipos A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável por epidemias em uma região muito grande.
Em 2016, foram notificados 534 casos suspeitos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Ceará. Destes, 97 foram por Influenza e 33 por outros vírus respiratórios acarretando na morte e 17 pessoas.
SRAG no Brasil
De acordo com dados preliminares do Ministério da Saúde, 263 pessoas já foram diagnosticadas com SRAG e 17 morreram neste ano, sendo a maior parte em São Paulo tanto o número de casos com de óbitos, 72 e 7, respectivamente.
Prevenção
Como medidas preventivas, a Sesa indica que sempre ao tossir ou espirrar, que a pessoa tampe o nariz e a boca com um lenço ou papel. Além disso, é recomendado um reforço na higiene.
DN Online

0 comentários:

Postar um comentário