Pages

Subscribe:

About

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Sesa investiga primeira morte por influenza no Ceará

O Ceará teve 16 casos notificados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) até o dia 11 de fevereiro, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). A Secretaria investiga um caso suspeito de morte por influenza no Estado, o primeiro de 2017.
Com relação ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 14 casos, houve um crescimento das notificações de 14,28%. Neste ano, 43,7% dos registros foram pelo vírus sincicial respiratório, enquanto em 25% dos casos a etiologia não foi especificada. Em 31,2% dessas notificações, a causa ainda é investigada.
O ano com o maior número de casos de SRAG foi 2011, quando foram contabilizados 859 registros da doença. Já o ano com a maior incidência foi 2016, que teve 1,20 casos por 100 mil habitantes, seguido pelos anos de 2009 e 2013, com 0,81 e 0,65 casos por 100 mil habitantes, respectivamente.
No ano passado, as 17 mortes por SRAG causadas pelo vírus influenza foram distribuídas entre 13 municípios. Apenas um caso desses tinha vacina contra influenza, mas sem confirmação da última dose da mesma.
Com Sesa

0 comentários:

Postar um comentário