Pages

Subscribe:

About

sexta-feira, 24 de março de 2017

MP diz repudiar fala de deputado sobre Chacina da Messejana

Resultado de imagem para capitão wagner NA ASSEMBLEIA“A delegada apontou fatos que não existiam nos autos", disse Capitão Wagner
O deputado Capitão Wagner (PR) afirmou, em seu tempo na tribuna da Assembleia Legislativa, que os responsáveis pelo inquérito que investiga a Chacina da Messejana, forjaram provas contra 44 policiais militares que estão presos e são apontados como participantes do crime. Segundo o parlamentar, uma delegada criou provas
“A delegada apontou fatos que não existiam nos autos. Ela forjou localização geográfica nos mapas apresentados no processo. Eu não entendo por que, com tantas falhas, o juiz não liberta esses policiais”, disse o parlamentar, que ainda destacou a decisão que libertou uma quadrilha envolvida em assaltos a bancos e carros-fortes. 
Em nota, os promotores de justiça que acompanharam a investigação, repudiaram as declarações do parlamentar. “Trata-se de declaração temerária, que demonstra desconhecimento da prova acostada aos autos e incompatível com a seriedade que deve pautar os debates no parlamento estadual”. 
“Asseguramos que a investigação foi desenvolvida pela Delegacia de Assuntos Internos da CGD com acompanhamento desta força-tarefa, com plena imparcialidade, isenção e rigor técnico, ao tempo em que lamentamos que se busque politizar a mais grave chacina da história do Ceará”, diz a nota.
Com CNews

0 comentários:

Postar um comentário