Pages

Subscribe:

About

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Mulheres presas ao tentar driblar a Polícia com carro de luxo roubado e placas clonadas

Stefany e Areta foram cercada pela Polícia na entrada de Quixeramobim com um Corolla roubado
Duas mulheres naturais do Município de Acopiara, na região Centro-Sul do Ceará (a 340Km de Fortaleza), foram presas durante um cerco policial realizado no fim de semana entre os Municípios de Quixadá e Quixeramobim. Motivo: as duas trafegavam em um carro roubado, com placas clonadas, e tentaram furar o bloqueio do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE).
A prisão aconteceu após a Polícia Militar mobilizar várias patrulhas dos Municípios de Quixadá, Banabuiú  e Quixeramobim, do Ronda do Quarteirão e do Policiamento Ostensivo Geral (POG). A Polícia recebeu várias ligações de moradores da região informando que um veículo Corolla preto, com placas do Rio Grande do Norte (RN)  estava circulando em vias vicinais e as duas mulheres perguntavam como poderiam chegar ao Distrito de Juatama, em Quixadá, sem trafegar pelas rodovias.
O objetivo delas era driblar a Polícia a evitar passar pelo posto de fiscalização do BPRE na Estrada do Algodão (CE-060). Desconfiados de que as duas mulheres poderiam fazer parte de uma quadrilha de assaltantes, os moradores começaram a ligar para a Polícia.
Placas clonadas
Depois de várias buscas, a PM conseguiu interceptar o carro nas proximidades da entrada da cidade de Quixeramobim.  O carro realmente era roubado e as placas clonadas.
As duas suspeitas foram presas e identificadas como Areta Teixeira da Silva, 21 anos; e Stefany da Silva Alves, 18. A dupla acabou sendo autuada em flagrante por crimes de receptação, associação criminosa e violação ou adulteração de chassi ou qualquer sinal identificar de veículo.
A Polícia acredita que as duas jovens façam parte de uma quadrilha de ladrões de veículos e seriam pagas para entregar os carros roubados nas mãos de receptadores do bando.  Os automóveis estariam sendo roubados em Fortaleza e levados para o Interior cearense.
Stefany e Areta já estão na Cadeia Pública de Quixeramobim.  Ambas moram em Fortaleza.
Por Fernando Ribeiro

0 comentários:

Postar um comentário