Pages

Subscribe:

About

sábado, 1 de abril de 2017

Número de mortos após ataque a banco sobe para sete

Quatro criminosos foram presos e um segue hospitalizado
Subiu para sete o número de mortos em Jaguaruana após ataques a duas agências bancárias e uma agência dos Correios, na madrugada deste sábado (1º). As informações foram passadas pela Polícia Federal e pela Secretaria de Segurança Pública (SSPDS), em entrevista coletiva. 
Além disso, quatro criminosos foram presos e um está hospitalizado. Entre os mortos dois já foram identificados. Trata-se de Ediondas Duarte Júnior, conhecido como "Júnior Bombado", e um homem identificado até o momento como Eric.
Segundo informações, a quadrilha era monitorada há algum tempo e por isto, os crimes não tiveram êxito. O ataque desta madrugada contou com cerca de 20 criminosos, alguns deles já conhecidos das Polícias de Mossoró e de Campina Grande, que ajudaram na ação. 
O grupo tentou arrombar agências do Banco do Brasil, Bradesco e Correios, mas foram impedidos pela Polícia Militar, que já vinha monitorando os criminosos. "Sabíamos da existência desse grupo e que eles estavam vindo arrombar um banco na região, só não sabíamos em qual cidade. Estava sendo tudo monitorado, tudo investigado", esclareceu o delegado do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Jocel Dantas.
Conforme a SSPDS, os criminosos estavam em aproximadamente cinco motocicletas e três veículos, que davam apoio ao grupo. O grupo atirou contra os policiais militares e houve troca de tiros. O ataque à delegacia foi uma maneira de tentar impedir que os policiais não atrapalhassem os crimes nas agências bancárias do município.
Dois fuzis, duas pistolas, uma espingarda e materiais explosivos foram apreendidos no local. Equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) foram acionadas para recolher os explosivos. Durante a fuga, dois automóveis utilizados pelos criminosos colidiram e foram abandonados. As investigações, agora, estão a cargo da Polícia Federal. 
O levantamento do Sindicato dos Bancários aponta para 20 ataques ocorridos contra caixas eletrônicos este ano. O crime mais recente foi registrado na última sexta (31), no Banco do Brasil de Cedro, região Centro-Sul do Estado. O interior da unidade ficou destruído e o impacto da explosão abalou lojas vizinhas ao banco.
CNews

0 comentários:

Postar um comentário