Pages

Subscribe:

About

domingo, 16 de abril de 2017

Vida. Sempre viva

Nestes dias em que celebramos a Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, me veio inúmeras vezes à mente o pensamento do valor da nossa vida. Estamos numa cultura de morte, em que se defende cada vez mais o aborto, a eutanásia, a distanásia, e tantas outras vertentes do tirar o dom da existência do outro. Chegou há pouco tempo ao meu conhecimento o jogo Baleia Azul, que sugere aos seus participantes praticar o suicídio ao final. Impressionei-me quando descobri que já houve vítimas na capital baiana. O que faz tantos olharem para a morte desta forma? O que faz tantos quererem abreviar as suas vidas assim? De fato, a morte para muitos será sempre uma incógnita. Por não encontrarem resposta, não conseguem perceber o que há além. Lembro-me agora de um amigo que acredita ser a morte o ponto final. Uma vez me disse que já havia alcançado tudo nesta vida terrena e por isso não esperava mais nada. Então, com um sorriso nos lábios, disse-me que seu deus era o dinheiro. Naquele momento tive extrema compaixão, pois sei das realidades divinas e sou consciente que limitar a nossa existência ao que é material é um erro grotesco. Acredito que falta um verdadeiro sentido para a vida das pessoas. Por isso tantas crises e tantos desejos de acabar “com tudo de uma vez”! Este sentido tantos põem em coisas, pessoas, situações, e quando perde alguma destas, não encontram mais vontade para continuar! Uma vez fui a um enterro de uma jovem filha de um grande amigo, que havia se apaixonado e por não mais ter a pessoa que ela tanto desejava, se suicidou aos quinze anos de idade. Triste fim! Pensar no que aconteceu a Jesus Cristo é encontrar uma luz para a nossa existência, pois ele ressuscitou e por isso a morte foi vencida. Não há mais nada que devemos temer. Não precisamos ter medo da morte, pois ela não é fim, é meio. Gosto de associá-la à Páscoa. A morte deve ser entendida como passagem para a vida eterna. Como gostaria que tantos pudessem descobrir o significado, a força, destas palavras! São verdades que nos fazem ir além e dão sentido ao nosso tempo cá na terra. É como se vivêssemos olhando para o alto, para o que está por vir. Isso muda a forma como levamos nossa vida terrena e nos dá uma sorte de segurança a ponto de não temermos nada. Poucos conseguem perceber o valor da vida que venceu a morte!

0 comentários:

Postar um comentário