Pages

Subscribe:

About

segunda-feira, 29 de maio de 2017

A trajetória da transexual nordestina que encantou o mundo da moda

A cerca de 31,5 km da capital do Ceará, Fortaleza, o município litorâneo de Aquiraz conta com pouco mais de 78 mil habitantes. Em Paris, do outro lado do oceano, uma cidadã nascida e criada nesta pequena cidade nordestina entrou para a história como a primeira transexual a estampar a capa da revista de moda mais conceituada do mundo, a Vogue Paris. A trajetória bem-sucedida de Valentina Sampaio, de apenas 20 anos, vai na contramão do destino malfadado de parte das pessoas LGBTT no Brasil: apenas em 2016, foram cerca de 340 mortes motivadas por preconceito, de acordo com levantamento divulgado pelo Grupo Gay da Bahia, número recorde na história do país. 
Ela, contudo, driblou as estatísticas e agora se junta a nomes como Carol Marra, Lea Thompson e Carmem Carrera na representação de uma nova voz para aqueles cujas oportunidades geralmente são relegadas ao descaso.  "Eu já fui alvo de preconceito, mas isso não me derrubou. Segui em frente e procurei ser mais forte do que ele. Eu diria que todos precisam ter força porque a situação das trans é difícil e delicada. Muitas vezes não temos voz", avalia a modelo. "Vi comentários preconceituosos logo depois das primeiras reportagens começarem a sair, mas procuro não me abalar com isso. Me preocupo em absorver as coisas boas", completa.

0 comentários:

Postar um comentário