Pages

Subscribe:

About

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Policial é morto durante assalto na Vila Ellery

O soldado Francisco Gledson Matias, de 37 anos, foi morto ontem à tarde durante um assalto na rua Esmeralda, no bairro Vila Ellery. O POVO apurou que a vítima voltava de atividades na Igreja Quadrangular, que frequentava, e estava desarmada. Gledson parou em frente a casa de um amigo e mexia no aparelho celular, quando foi abordado por um assaltante em uma motocicleta. Conforme o balanço do O POVO, Matias foi o 8° policial militar morto neste ano.
Segundo o coronel Francisco Souto, do Comando de Policiamento da Capital, Matias não entregou os pertences de imediato e acabou baleado no tórax. Ele foi levado ao Hospital Doutor Evandro Ayres Moura, o Frotinha do Antônio Bezerra, mas não resistiu aos ferimentos.
O militar era lotado na 2ª Companhia do 7º Batalhão de Polícia Comunitária (Nova Russas). A Polícia Militar do Estado do Ceará divulgou, por meio de nota, que Gledson estava de folga no momento do assalto.
O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) soube da morte durante a solenidade da posse do novo gestor da Perícia Forense, Ricardo Macêdo. O titular da SSPDS disse que foi criada uma comissão para analisar os casos de mortes de agentes da segurança pública. Será feito um estudo dos casos para entender o que tem causado os crimes e buscar alternativa para evitá-los. A compra de armas e coletes também é outra iniciativa que visa diminuir os casos.
Casos
Entre os casos que envolveram policiais militares, o último aconteceu no dia 19 de abril deste ano, quando o sargento da Polícia Militar Paulo César Silva, lotado no 5ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Comunitária (Cristo Redentor), foi morto na rua Maceió, bairro Henrique Jorge. O caso aconteceu em meio aos ataques contra prédios públicos e ônibus.
O POVO – Repórter Jéssika Sisnando

0 comentários:

Postar um comentário