Pages

Subscribe:

About

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Redação nota mil no Enem 2016 tem plágios

A divulgação de uma redação nota 1.000 no Enem 2016 tem chamado a atenção para uma prática que parece cada vez mais comum entre aqueles que estão se preparando para o exame: o plágio. Ou, para colocar de outra forma, o uso de fórmulas prontas, com frases inteiras copiadas de outras redações nota mil. O Guia do Estudante teve acesso ao espelho da redação de uma aluna do Rio de Janeiro – uma das 77 redações que receberam nota máxima no Exame em 2016 – com trechos idênticos ao de duas outras redações. Uma delas foi feita pelo estudante Raphael de Souza, do Rio de Janeiro, que tirou nota 1.000 no Enem 2015 (cujo tema era “A persistência da violência contra a mulher no Brasil”). A outra redação usada como referência foi escrita pelo professor Rafael Cunha e publicada em 2014 no site do curso Descomplica, como exemplo para o tema do exame de 2014, “Publicidade infantil em questão no Brasil”. “Eu fazia três redações por semana. Meu professor ensinou como era a estrutura da dissertação e eu tinha muitas redações como modelo“, diz a aluna. Ela mesma contou que usou ideias de outros textos: “No dia do Enem, eu já sabia mais ou menos o que iria escrever. Não tinha a redação pronta porque não sabia qual seria o tema, mas usei aquela do equilíbrio aristotélico [a do estudante Raphael de Souza] como base”. A estudante também contou que continua estudando para o vestibular – apesar da nota alta, ainda não conseguiu os pontos necessários para o curso que deseja. O tema da prova de redação do Enem 2016 foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. Apesar de se tratarem de assuntos diferentes, os argumentos e citações utilizados na redação copiada eram os mesmos.
Veja

0 comentários:

Postar um comentário