Pages

Subscribe:

About

sexta-feira, 23 de junho de 2017

PSD nacional manda recado: vai expulsar Osmar Baquit

A executiva nacional do Partido Social Democrático (PSD) decidiu ontem expulsar o deputado estadual Osmar Baquit (PSD) de seus quadros. A deliberação atende representação feita pelo diretório estadual da sigla, presidido pelo deputado federal Domingos Neto, sob alegação de infidelidade partidária.
Com a decisão, o PSD estadual pedirá a perda do mandato de deputado estadual e a vaga ocupada por Baquit na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa (AL).
Baquit substituiu o deputado Leonardo Araújo (PMDB-CE) na CCJ, ex-relator da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prevê a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) no Ceará.
A representação afirma que Baquit “tem atuado politicamente em desobediência” ao que foi estabelecido pelo partido em relação ao fechamento de questão contra a extinção do TCM. Além disso, o documento cita que o deputado estadual “estaria manifestando apoio político a ideais vinculados a partidos opositores”.
Procurado pelo O POVO, Baquit disse que a decisão do PSD nacional é resultado de uma “manobra infantil, inconsequente e ilegal”. O parlamentar acusou o presidente do TCM, Domingos Filho, pai de Domingos Neto, de comandar o PSD estadual.
“Isso é uma tentativa do conselheiro Domingos Filho, que o seu filho é presidente do partido, mas quem manda é ele, Domingos Filho. Quem dirige no Ceará é ele, e eu tenho como provar isso. É uma ilegalidade porque um conselheiro tem que estar afastado da política. É uma tentativa para me tirar da Comissão (CCJ da AL-CE), para que eu não seja o relator da PEC (que quer extinguir o TCM)”, comentou.
O POVO – repórter Lucas Mota

0 comentários:

Postar um comentário