Pages

Subscribe:

About

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Ceará já registra mais do que o dobro de prisões por furto de energia em relação a todo 2016

O número de pessoas presas por fazer “gatos”, ou seja, furtar energia elétrica no Ceará já ultrapassa o dobro registrado durante todo o ano de 2016, quando ocorreram 20 prisões. Isso só no primeiro semestre, segundo informação da Enel Distribuição. Esse número ainda é mais que oito vezes maior que em 2015, quando ocorreram cinco casos.
Fortaleza, segundo a Enel, é o município no qual ocorreu o maior número de prisões, com sete. Em seguida, vem Iguatu, com cinco, e Canindé, Russas, Juazeiro do Norte, Pentecoste e Icó, com três prisões cada.
Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica.
Para conscientizar a população sobre o perigo do furto de energia, a companhia informa que realiza, além dos operativos, diversos projetos sociais em comunidades, com informações sobre o uso eficiente de energia elétrica e programas para geração de emprego e renda.
Fonte: Blog do Eliomar

0 comentários:

Postar um comentário