Pages

Subscribe:

About

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Mortes brutais com vítimas decapitadas têm o envolvimento de facções criminosas

ASSISTA O VÍDEO DOS JOVENS ANTES DA EXECUÇÃO
Os três jovens que foram decapitados tiveram que gravar um vídeo falando da guerra das facções 
A Polícia e o Corpo de Bombeiros Militares fazem buscas na Lagoa do Urubu, no bairro Floresta (Álvaro Weyne), na zona Oeste de Fortaleza, na tentativa de encontrar as cabeças de quatro pessoas assassinadas nas últimas 24 horas naquela comunidade e que foram decapitadas. A primeira a ser morta foi uma jovem identificada apenas como Monique. Os outros três eram jovens integrantes de uma facção. Antes de serem mortos, eles foram obrigados a participar de um vídeo gravado pelos assassinos.

O vídeo mostra o momento em que os três jovens falam do envolvimento com as facções, revelam o nome do grupo criminoso rival – Comando Vermelho – e citam alguns nomes e apelidos que poderão levar a Polícia a esclarecer mais rapidamente o triplo homicídio.

Por volta de 23h46 da terça-feira (30), moradores próximos à Lagoa do Urubu acabaram encontrando os corpos dos três jovens. Um deles estava decapitado e ocultado dentro de um carrinho de reciclagem. Os outros dois, estavam próximos um ao outro nas margens da lagoa.

Conspirou?

Em um “salve geral” (mensagem) nas redes sociais, bandidos não identificados e que se intitulam como membros da facção Comando Vermelho (CV), declararam que haviam “decretado” a morte da garota Monique por ela ter conspirado contra os colegas da quadrilha, acusando-os sem provar de terem participado de crimes.

Já a morte dos três homens na noite passada, a Polícia suspeita de uma retaliação pelo assassinato da garota horas antes.

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

PF cumpre mandados no CE contra fraudes em contratos

Imagem relacionadaOperação ocorre em oito cidades do Brasil. Irregularidades somam mais de R$ 37 milhões
A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (31) uma operação que investiga fraudes em contratos no Porto de Santos. São cumpridos 7 mandados de prisão temporária e 20 de busca e apreensão em sete cidades, incluindo Fortaleza. 

São cumpridos sete mandados de prisão temporária e 21 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Santos, Guarujá, São Caetano do Sul, Barueri, Rio de Janeiro, Fortaleza e Brasília, todos expedidos pela 5ª Vara da Justiça Federal de Santos. Atuam na operação 100 policiais federais, 8 auditores da CGU e 12 servidores da Receita Federal.

A "Operação Tritão" apura fraudes em licitações da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), empresa estatal que é a autoridade portuária do Porto de Santos. A ação envolve a Controladoria Geral da União, o Tribunal de Contas da União, a Receita Federal e o Ministério Público Federal.

Licitações
Segundo as investigações, o grupo atuava em processos licitatórios das áreas de tecnologia da informação, dragagem e consultoria. As suspeitas de irregularidades surgiram com um vídeo postado na internet em setembro de 2016, no qual um assessor da presidência da Codesp confessava a prática de diversos delitos. O inquérito teve início em novembro de 2017.

Os autos apontam irregularidades em vários contratos, com fraudes envolvendo agentes públicos ligados à estatal e empresários, como contratações antieconômicas e direcionadas, aquisições desnecessárias e ações adotadas para simular a realização de serviços. Os contratos sob investigação somam mais de R$ 37 milhões.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de associação criminosa, fraude a licitações, peculato e corrupção ativa e passiva, com penas de um a 12 anos de prisão.

Justiça determina que alunos de escola pública não podem ser barrados por estar sem farda

Escola estadual Juiz de Quixadá determinou que, caso não haja o cumprimento da medida, as escolas irão pagar multa diária de R$ 5 mil
Os estudantes da rede pública não podem ser mais impedidos de entrar nas escolas por falta de fardamento. De acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), a decisão foi a do juiz da 2ª Vara da Comarca de Quixadá. Caso não haja cumprimento da decisão, será aplicada uma multa diária de R$ 5 mil.

No processo, a Defensoria Pública do Estado solicitou, por meio de uma ação civil pública, o pedido para que as escolas não exijam o uso das fardas de alunos que não têm condições de aquirir o fardamento.

“Tem-se uma restrição ainda mais grave, tendo em vista que há exigência de contraprestação financeira, dentro da rede pública de ensino, para a compra de fardamento”, informou o desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha.

O Estado apontou a falta de segurança a partir da permissão do ingresso não fardadas dentro da escola. Além disso, durante uma consulta pública do Conselho Escolar sobre a adoção de fardamento, os pais se comprometeram a adquirir o fardamento pelo valor de R$ 30.

O desembargador frisou que não é compatível com as ideias de igualdade o não acesso ao ambiente escolar de alunos que não tenham condições de adquirir o fardamento. Sobre a consulta dos pais, o relator afirmou que “não há indícios de que tenha sido lançada consulta pública à comunidade sobre o uso ou não de fardamento”.

Além disso, Fernando Luiz avaliou que, se haja a justificativa de segurança para o ambiente escolar, deve ser buscada uma alternativa inclusiva para que não haja desvios discriminatórios.

Tribuna do Ceará

Quadrilha ataca cidade de Monsenhor Tabosa durante a madrugada e explode agência do Bradesco


A quadrilha atacou a cidade disparando tiros de fuzil e pistolas antes de explodir o banco
A cidade de Monsenhor Tabosa (a 300Km de Fortaleza) foi palco de mais uma ação criminosa protagonizada por ladrões de bancos. Na madrugada desta quarta-feira (31), uma quadrilha numerosa e fortemente armada invadiu o Município e explodiu a agência do Bradesco. A população acordou durante a madrugada com os tiros disparados pelos bandidos.

O bando entrou na cidade em vários veículos e já disparando tiros para intimidar a população e impedir que a Polícia evitasse o roubo a banco. O reduzido efetivo do Destacamento da PM foi insuficiente para fazer frente aos ladrões.

Conforme o relato de moradores, após os primeiros tiros, foram ouvidas explosões na agência bancária. A detonação dos explosivos deixou muitos estragos no banco e a agência está sem condições de funcionamento.

Investigar

Após a fuga dos criminosos, a Polícia iniciou uma varredura na área, mas até o momento nenhum suspeito foi detido. Reforços de patrulhas do 4º BPM (Canindé) e do Comando Tático Rural (Cotar) já estão na região participando das buscas aos assaltantes.

Ainda na manhã de hoje, uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) deve chegar à cidade para iniciar as investigações em torno do fato. A Perícia Forense também vai encaminhar peritos ao local para os primeiros levantamentos na agência.

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

Filho de Luciano Camargo expõe o cantor na web: “Caindo as máscaras”

Reprodução/Instagram
O rapaz alegou que pediu ao pai para não se pronunciar acerca de um caso de agressão envolvendo-o, mas teve risadas como resposta
Wesley Camargo, filho do sertanejo Luciano Camargo, usou as redes sociais no sábado (27/10) para expôr uma conversa que teve com o pai recentemente. Indignado com a participação de Luciano no Fofocalizando, apresentado por Leo Dias, Wesley decidiu desabafar para os fãs.

Após ser acusado de agredir a esposa, o rapaz virou assunto no programa do SBT. O caso pesou ainda mais para ele quando Luciano concedeu entrevista a Dias, informando que o filho já havia se envolvido em outros episódios de agressão.
Por conta disso, Wesley afirmou, por meio de uma publicação feita no Instagram, que pediu ao pai para não responder às perguntas do jornalista. Contudo, Luciano riu da situação. “Estou postando isso apenas porque o cantor Luciano Camargo, um dia antes de ir ao Fofocalizando, juntamente com Leo Dias, deu ênfase a uma falsa denúncia ao meu respeito, mesmo sendo uma mentira”, escreveu.

Wesley aproveitou para postar um print em que faz um apelo ao cantor. “Vocês podem ver que eu implorei para que não dessem ênfase à falsa denúncia. E sabem o que ele fez? Isso mesmo, fez foi rir. Achando maravilhoso que o programa fizesse tamanha calúnia a meu respeito, apenas esperando o pior acontecer ao seu filho”, comentou indignado.

O rapaz ainda contou que Luciano se nega a ajudar financeiramente a neta, Maria Luzia. “Recentemente eu procurei meu pai para não punir a minha filha, neta dele e que não tem nada a ver (com a confusão entre eles). Mais uma vez não me deu ouvidos, e resolveu tirar tudo de benefício da criança, sendo que pagava apenas a moradia onde eu não convivo e ela convive com a mãe […] Eu deixo claro que não estou expondo nada de intimidade de ninguém! Apenas caindo as máscaras de um ser que passou dos limites”, concluiu Wesley.

Após 31 anos, mãe reencontra filho sequestrado pelo pai

Lyneth Mann-Lewis - Toronto Star via Getty Images
Lyneth Mann-Lewis - Toronto Star via Getty Images
Graças à tecnologia moderna uma mãe do Canadá conseguiu reencontrar seu filho sequestrado pelo pai há 31 anos, em 1987.

O homem que teria levado o garoto foi capturado em Connecticut. Ele criou o menino nos EUA usando nome falso de Hailee Randolph DeSouza.

Allan Mann Jr, de 66 anos, foi preso na última sexta-feira em Vernon, subúrbio de Hartford, informou a polícia.

O Sargento Wayne Banks, do Esquadrão Fugitivo da Polícia de Toronto, disse em entrevista coletiva em Toronto, que autoridades canadenses e norte-americanas usaram o reconhecimento facial para identificar o suspeito.

Na semana passada o pai foi flagrado usando documentos falsificados e acabou preso.

O reencontro

O menino Jermaine Allan Mann foi levado antes de completar dois anos de idade, depois de uma visita autorizada do homem em Toronto.

Jermaine está 33 anos e pensava que a mãe dele havia morrido.

Nesta segunda, 29, Lyneth Mann-Lewis viajou para os Estados Unidos para reencontrar o filho.

Mann-Lewis disse que quando os dois se viram, ela agarrou o filho e colocou a mão na cabeça para ver se ele era real.

“Eu disse: ‘Oh meu Deus, meu bebê’.

Ele disse: “Mamãe, você tem meus olhos”.

“Ele me abraçou, me beijou e nos seguramos por um longo tempo “, disse Mann-Lewis.

As imagens do filho, Jermaine Allan Mann, não foram divulgadas.
pai-e-filho
Pai e filho – Foto: reprodução / DailyMail

Com informações da NBCNews

Após garota ter sido decapitada, corpos de três jovens também são encontrados sem as cabeças

Urubu 53
Um dos corpos foi deixado decapitado dentro de um carrinho de reciclagem 
Em menos de 24 horas após a descoberta do cadáver decapitado de uma jovem nas margens da Lagoa do Urubu, no bairro Floresta, na zona Oeste de Fortaleza, outros três corpos mutilados da mesma forma foram encontrados naquela comunidade. No total, já são quatro pessoas assassinadas a tiros e que tiveram as cabeças cortadas pelos assassinos. A Polícia Militar reforçou a segurança no local e faz uma operação com o apoio de dezenas de viaturas e um helicóptero.

Os outros dois corpos estavam um ao lado do outro no matagal nas margens da lagoa
Era por volta de 23h49 quando populares acionaram a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) diante da localização dos três cadáveres bem próximo da Lagoa do Urubu, onde pela manhã, o cadáver de uma garota havia sido encontrado decapitado. Dois cadáveres estavam um ao lado do outro no matagal. O terceiro foi deixado dentro de um carrinho de reciclagem.

Segundo a constatação da Perícia Forense, os três corpos são do sexo masculino e apresentavam marcas de espancamento, tiros e facadas. Os três mortos vestiam shorts e camisetas, além de chinelos. A suspeita é que eles tenham sido seqüestro de dentro de suas casas e levados para o matagal que margeia a Lagoa do Urubu, localizada no limite dos bairros Padre Andrade, Álvaro Weyne (Floresta) e Jardim Iracema.

E as cabeças?

O triplo assassinato registrado durante a noite de ontem aconteceu horas após a descoberta do cadáver de uma jovem identificada até o momento apenas por Monique, que seria filha de um homem conhecido pelo apelido de “Careca” e que comandaria o tráfico de drogas na comunidade da Lagoa do Urubu. Ele seria membro da facção criminosa Comando Vermelho (CV).

A motivação do assassinato de Monique ainda pé um mistério para a Polícia. No entanto, o triplo assassinato pode ter sido uma vingança ou represália da facção pela morte da garota. Com esta linha de investigação, policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) começam a apurar o caso.

As cabeças das quatro vítimas dos brutais assassinatos não foram, ainda, localizadas. Moradores da comunidade levantaram a hipótese de que os assassinos podem ter lançado as cabeças na lagoa como forma de ocultação e vingança.

Na noite de ontem, um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) auxiliou na procura pelos restos mortais, iluminando as margens da lagoa com um farol de busca de alta potência. A aeronave também deu apoio às incursões das patrulhas na caça aos criminosos.

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Nem assumiu e Ministério da Defesa autoriza Bolsonaro a usar aviões da FAB desde já

Daniel Ferreira/MetrópolesAutorização foi antecipada em 2 meses: segundo informações da inteligência do governo, vida do eleito segue sob ameaça
O Ministério da Defesa já encaminhou ao Comando da Aeronáutica autorização para que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) possa utilizar aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para deslocamentos pelo país e no exterior.

A decisão de solicitar autorização para o uso de aviões da FAB desde agora, dois meses antes da posse, foi motivada pela preocupação com a segurança do presidente eleito e de sua família. Ele sofreu um atentado em 6 de setembro e, segundo informações da área de inteligência do governo, continua sob ameaça.

O presidente eleito terá pelo menos quatro modelos de avião da Força Aérea à sua disposição, com diferentes configurações e capacidade. Entre eles o C-99, aeronave Embraer ERJ 145, com dois desenhos. Um com capacidade para até 50 passageiros e outro com 36 lugares. Tem também o Brasília, Embraer 120, para 30 passageiros, além do Learjet 35 com oito lugares e os Legacy para 12 passageiros. Dependendo da necessidade e da equipe que estará ao lado de Bolsonaro, a FAB destacará um tipo de avião.

Varredura e reforço no CCBB
Em outra medida para reforçar a proteção do presidente eleito, a Polícia Federal pediu ainda apoio da Força Nacional de Segurança Pública para a segurança externa no prédio do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) desde este terça-feira (30/10) até 1º de janeiro, durante a fase de funcionamento do governo de transição naquele local.

Na segunda-feira (29), a Força Nacional fez varredura no prédio do CCBB, identificando os pontos de vulnerabilidade. A previsão é de que, nesta quarta-feira (31), uma visita seja feita ao local pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, ao lado do coordenador da transição, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

A equipe de segurança do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) ainda não está à disposição de Bolsonaro. No momento, ele está usando a estrutura da Polícia Federal, que reforçou o grupo que o atende ainda durante a campanha eleitoral. A Força Nacional, que é vinculada ao Ministério da Segurança Pública (MSP), está preparando a logística de segurança do presidente eleito no CCBB, onde Bolsonaro terá um gabinete.

Com o Estadão Conteúdo

Armado, atleta do DF grava vídeo e ameaça opositores de Bolsonaro

Facebook/ReproduçãoFellipe Florêncio é jogador do time de futebol americano Tubarões do Cerrado e ficou conhecido como sósia do atacante Hulk
O jogador do time de futebol americano do Distrito Federal Tubarões do Cerrado Fellipe Florêncio postou um vídeo no qual aparece armado e ameaça opositores do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Na filmagem, em tom de ameaça, ele diz que “vai atrás de vagabundo”. Após a polêmica, o post foi retirado do ar pelo atleta.

Ao Metrópoles, o vice-presidente, do clube, Gustavo Alecrim, informou que só soube do ocorrido quando a polêmica já tinha repercutido. Ele confirmou uma advertência a Florêncio, mas não detalhou a punição.
Veja o vídeo:
“Só um aviso para os desavisados: é Jair Bolsonaro o presidente. Já descarregamos o pente [de munições] aqui porque agora está tudo certo. Não tem mais volta. Feminazi, pessoal que falou que ia sair do Brasil se o Jair Bolsonaro ganhasse, já pode sair, tchau, vai embora, não vai fazer falta. Agora, vagabundo, prepara, a gente vai atrás de vocês. Não vai dar não. Se manda!”, ameaçou o jogador.

Sósia do Hulk e vídeo polêmico
Fellipe ganhou fama durante os preparativos para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo de 2014 graças à semelhança com Hulk, ex-atacante da Seleção Brasileira. O atleta fez vários ensaios sensuais e chegou a posar nu.

O jogador também concorreu como o homem mais bonito do Distrito Federal: foi representante de Santa Maria no Mister DF de 2015. Florêncio foi expulso do concurso após vazar na internet um vídeo pornográfico no qual ele aparece.

Fernando Caixeta

FERNANDO CAIXETA   - metrópoles

Deputados e servidores fazem protesto contra ex-assessor


O ex-assessor chamou as mulheres que votaram no candidato do PT, Fernando Haddad, de “vadias”
Deputados estaduais aproveitaram a sessão realizada nesta terça-feira (30), na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, para criticar as declarações proferidas nas redes sociais de um ex-assessor da casa. Na publicação ele chamou as mulheres que votaram no candidato do PT, Fernando Haddad, de “vadias”.

Por causa da publicação e da repercussão, o ex-assessor virou alvo de protesto de mulheres que trabalham na Assembleia Legislativa e acabou sendo desligado do cargo de assessor parlamentar.

“As mulheres de respeito deste imenso Brasil disseram ELE SIM! As vadias… Bem, lugar de vagabundo é defendendo laranja de presidiário”, disse o assessor em sua publicação nas redes sociais.

Na sessão de hoje, mulheres que trabalham na Assembleia Legislativa ocuparam o plenário em forma de protesto, contra o que o ex-assessor postou no domingo (28).
CNews

TRE-CE cassa diplomas de prefeito e vice de Tianguá

José Jaydson Saraiva de Aguiar e Mardes Ramos de Oliveira foram eleitos prefeito e vice, respectivamente, no último dia 3 de junho, na eleição suplementar
A Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, presidida pela desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira, na sessão desta terça-feira, (30), cassou, por unanimidade, os diplomas do prefeito e do vice-prefeito de Tianguá.

A Corte determinou a execução do Acórdão após confirmação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nos termos do voto do relator. Até então eles permanecem no cargo.

José Jaydson Saraiva de Aguiar e Mardes Ramos de Oliveira foram eleitos prefeito e vice, respectivamente, no último dia 3 de junho, na eleição suplementar ocorrida no município, após o indeferimento do registro de candidatura do prefeito nas Eleições de 2016, do prefeito Luiz Menezes de Lima e do vice Aroldo Cardoso Portela.

Entenda o caso

Um dia após o deferimento do registro de candidatura, pelo juízo da 81ª Zona Eleitoral, de José Jaydson Saraiva Aguiar, no dia 22 de maio, para as eleições suplementares, o TRE-CE julgou uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral que já tramitava na Corte, mantendo pena de inelegibilidade por 8 anos ao candidato José Jaydson, por abuso de poder econômico/político quando disputava as Eleições 2016 (não eleito).

No dia 11 de junho, o Tribunal decidiu por unanimidade, que, no momento do pedido de registro da chapa, não havia situação de inelegibilidade, e, portanto, manteve válida a candidatura.

No entanto, nesta terça-feira, (30), enfrentando os Recursos Contra Expedição de Diploma, a Corte decidiu pela cassação dos diplomas dos eleitos.

CNews

Perícia determinará ainda nesta semana o que são os pacotes misteriosos achados no litoral, inclusive em Camocim


caixas
O conteúdo das caixas misteriosas achadas em praias do Nordeste ainda não foi identificado pelo Ibama, que está recolhendo o material para perícia
Deve sair ainda esta semana o resultado da perícia que avalia o material de pacotes misteriosos encontrados em praias do Ceará, segundo informou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). O material foi encontrado nesta segunda-feira (29), em diferentes pontos do litoral cearense, inclusive em Camocim.

De acordo com o Chefe de Fiscalização do Ibama, Miller Holanda, a recomendação é para que o município que encontrar algum pacote não realize o descarte até ser feita uma perícia.

“Nós estamos orientando que não se descarte o material em qualquer lugar, porque a gente precisa periciar e identificar. Para descartar qualquer possibilidade de risco ou de poluição, fizemos contato com a Polícia Federal, vão encaminhar peritos para que a gente possa fazer a identificação e dar o destino mais adequado”, disse o fiscal.

Segundo Miller, a origem do material é desconhecida, mas existem algumas possibilidades.

“Não tem como saber a origem porque como ele veio pelas correntes marinhas, como embarcação que naufragou, descarte por parte da tripulação, não tem como saber. Foi um material que chegou sem nenhuma identificação”, avaliou Miller Holanda.

O material foi encontrado também praias de outros estados como Alagoas, Pernambuco e Paraíba.

No Ceará, a quantidade exata de pacotes ainda não foi contabilizada. O Ibama recebeu alguns relatos de municípios que encontraram o material, mas ainda está checando a veracidade das informações.

Após o resultado da perícia, o material poderá ser reciclado, incinerado ou depositado em local apropriado pela prefeitura de cada município.

Use as setas para cima ou para baixo para aumentar ou diminuir o volume
Tribuna Band News

Cuidado com o cartão! Quadrilha roubava senhas de clientes durante venda de utensílios de cozinha de luxo

celular
O grupo com 32 pessoas foi detido aplicando golpes no Porto das Dunas, em Aquiraz. Com eles, havia até um veículo avaliado em R$ 1,5 milhão
Um grupo de 32 pessoas, entre adultos e adolescentes, foi conduzido à Delegacia Metropolitana de Eusébio nesta segunda-feira (29), acusado de aplicar golpe durante venda de utensílios luxuosos de cozinha na praia do Porto das Dunas, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Com a família, foram encontrados mercadorias como panelas e faqueiros, além várias máquinas de cartão que copiavam informações dos clientes, além de 10 carros avaliados em R$ 1,5 milhão.

Segundo a polícia, o bando atuava em diversos estados do país, informou ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

A informação chegou à polícia por meio de uma das vítimas do golpe, no Porto das Dunas. Algum integrante abordava uma vítima, oferecia panelas, faqueiros importados, e passava o cartão de crédito em uma máquina, que era usada para colher informações, e logo depois passavam em outra, usada provavelmente para clonar.

A polícia solicitou o serviço de inteligência, que chegou ao grupo que estava hospedado em uma pousada. Ainda de acordo com a polícia, eles tinham a rotina de sair sempre no início da manhã, retornar com um valor em dinheiro, que era gasto durante o dia.

Desse modo, o grupo chamou atenção, já que chegou a pagar em espécie uma conta de almoço no valor de R$ 5.000 e gasto R$ 3.000 em bebidas durante uma noite, além da estadia, paga diariamente.

Ao todo, 4 caminhonetes, 5 carros populares e um veículo de luxo também foram apreendidos. Além de telefones celulares, 10 máquinas usadas para passar cartões e vasta quantidade de utensílios de cozinha como panelas e faqueiros, mercadoria que ainda está sendo inventariada.

A delegada Márcia Janine, responsável pela delegacia que realizou o flagrante, esclarece que houve a condução de 15 menores e 17 maiores, mas ainda não há certeza de que todos serão presos, pois o procedimento ainda está em andamento.

“Eles estão tranquilos. Em nenhum momento contestaram, mas também não confessaram. Eles alegam que são só comerciantes, representantes, que não trabalham com panelas, mas foi encontrada uma grande quantidade de panelas, inclusive em uma das Mercedes. Eles dizem que participaram de uma feira de utensílios domésticos importados em um shopping, que teria sido o saldo da feira, por isso vendiam com preço mais baixo”, relatou a delegada, que revelou a dificuldade dos suspeitos em comprovar a empresa por não apresentarem nota fiscal e ou dar recibo.

A polícia esclarece que 17 pessoas estão à disposição da Justiça. Até o momento, o grupo é acusado de estelionato, associação criminosa e descaminho, que é o crime de trazer mercadoria para o país sem pagar imposto.

Jangadeiro

Defensoria Pública denuncia servidor da Assembleia que chamou mulheres de “vadias”

Servidor foi afastado do gabinete em que trabalhava (FOTO: Reprodução Facebook)
No post, o assessor fazia declarações ofensivas. “As mulheres de respeito deste imenso Brasil disseram ELE SIM! As vadias… Bem, lugar de vagabundo é defendendo laranja de presidiário”
A Defensoria Pública do Estado protocolou denúncia contra a conduta do servidor público da Assembleia Legislativa que chamou mulheres de “vadias” em publicação nas redes sociais. A denúncia foi feita nesta terça-feira (30) e dizia respeito à misoginia, com conteúdo político/ ideológico.

No post, o assessor lotado no gabinete do deputado estadual Heitor Ferrer (SD) fazia declarações ofensivas. “As mulheres de respeito deste imenso Brasil disseram ELE SIM! As vadias… Bem, lugar de vagabundo é defendendo laranja de presidiário”, dizia a publicação, que já foi apagada das redes sociais.
Publicação foi feita na última segunda-feira (FOTO: Reprodução Facebook)
Heitor Férrer se manifestou na manhã desta terça-feira informando que o assessor já não fazia parte de seu gabinete. Nos comentários, os eleitores de Heitor concordaram com a decisão. “Era essa a postura que esperávamos”, afirmou um seguidor.

Em conversa com o Tribuna do Ceará, Heitor Férrer comentou o caso. “Ele é servidor da assembleia e estava lotado em meu gabinete. Ele trabalhava na parte burocrática. Não há como controlar o que as pessoas postam nas redes sociais delas, cada um tem o direito de falar”.

Heitor afirmou que esse tipo de postura não é aceitável. “Eu não posso entender que um servidor da Assembleia faça esse tipo de postagem. Preferi tomar essa medida, lamentei, mas tive que tomar um posicionamento”, relatou o deputado.

A Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa também informou que fará nova denúncia endereçada à Mesa Diretora, nesta quarta-feira (31). A Mesa Diretora vai analisar a conduta do servidor, no âmbito administrativo, apurando os fatos com a maior brevidade possível.

Por fim, a Assembleia Legislativa do Ceará ratificou que não apoia este tipo de comportamento do servidor.

Tribuna do Ceará

Colômbia nega aliança com Bolsonaro para derrubar Maduro

Reprodução/TwitterMinistro de Relações Exteriores colombiano, Carlos Holmes Trujillo, usou as redes sociais para descartar ameaça ao governo venezuelano
Por meio de publicação nas redes sociais, o governo colombiano negou nessa segunda-feira (29/10) que estaria disposto a apoiar uma intervenção militar na Venezuela em conjunto com o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL). A declaração foi divulgada pelo ministro de Relações Exteriores da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo.

A manifestação ocorreu após o jornal Folha de S. Paulo publicar uma matéria sobre a suposta aliança de Bolsonaro e o governo colombiano para derrubar a ditadura do venezuelano Nicolás Maduro. Segundo a reportagem, um funcionário de alto escalão, do presidente Iván Duque, confirmou a iniciativa.
Comunicado de prensa: Colombia rechaza versiones sobre una supuesta sugerencia de nuestro país al Presidente electo de Brasil para derrocar al gobierno de Nicolás Maduro
“O Ministério das Relações Exteriores, em nome do governo da Colômbia, rejeita e nega as versões que foram publicadas hoje pelo jornal Folha de S.Paulo sobre uma suposta e inexistente sugestão da Colômbia ao presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, para derrubar o governo de Nicolás Maduro através de uma intervenção militar”, afirmou o ministro, em vídeo.

“Nós somos irmãos siameses, eu e ele”, diz Mourão

EXÉRCITO BRASILEIRO/DIVULGAÇÃOVice de Bolsonaro afirma que não pode ser “desescalado” porque é “assessor eleito”
Eleito vice-presidente da República na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB) afirmou que se considera um “assessor privilegiado” do novo governo. “Sou um assessor eleito. É diferente dos ministros, que podem ser escalados e “desescalados” a qualquer momento. Eu não posso ser “desescalado””, disse Mourão.

Segundo o vice, ele e Bolsonaro são “irmãos siameses”. “Estamos juntos mesmo.” Durante a campanha, no entanto, o então candidato a vice causou polêmica ao afirmar que a elaboração de uma nova Constituição não precisaria passar por eleitos e ao sugerir um “autogolpe” e foi desautorizado por Bolsonaro. “Ele é general, eu sou capitão. Mas eu sou o presidente”, disse o presidenciável na época.

“O governo deve ser austero, aquele que bota a moedinha no cofrinho, que faz uma viagem e não leva cem pessoas. Tem que ser o governo da economia, da austeridade. O governo do exemplo, no qual o presidente fala e faz. Governo que não pactua com a corrupção, um governo em que o relacionamento com os demais Poderes e demais entes da Federação se dê em torno das ideias, dos programas, dos objetivos, e naquele toma lá, dá cá que vinha acontecendo.”

Papel de vice
“Sou um assessor privilegiado, porque sou um assessor eleito. É diferente dos ministros, que podem ser escalados e ‘desescalados’ a qualquer momento. Eu não posso ser ‘desescalado’. Nós somos irmãos siameses, eu e ele (Bolsonaro). Estamos juntos mesmo. E ele já tinha sinalizado que me colocaria em outras tarefas. O que vejo mais é auxiliá-lo na tomada de decisões, cooperando em trabalhos interministeriais. Não precisa ser função oficial, mas de pequenos conselhos.”

Chegada ao poder
“Desde os protestos de 2013 há uma onda moralizadora por parte da população, que começou a se mostrar farta com os desmandos nos diversos níveis de governo, principalmente ligados à corrupção, desvio de recursos, obras inacabadas. Isso foi aumentando, até que apareceu alguém capaz de representar no meio político esse sentimento, e esse alguém é o Bolsonaro.”

Palácio do Jaburu
“Vamos ver se vou para o Jaburu. O presidente pode querer morar lá e eu vou ter de morar em outro lugar. Dizem que o Alvorada está sendo submetido a uma nova reforma e que é meio difícil de habitar. Mas vou reduzir a estrutura da Vice-Presidência.”

Ações em universidades
“Também somos contra o fascismo, estamos empatados com eles (universitários). Alguém determinou que a polícia entrasse. Não considero censura e depois o STF (Supremo Tribunal Federal) derrubou isso.”

Maioridade penal
“Isso não é para ladrão de chinelos. É para quem comete crime hediondo. No Rio teve caso recente de um rapaz com 17 anos que esfaqueou e matou um médico que estava andando de bicicleta na Lagoa, ficou três, quatro meses preso, o que não sai no registro dele, e depois já matou mais duas pessoas. Algo tem que ser feito para coibir isso aí.”

PRTB
“Não fizemos exigência. Mas, obviamente, vamos buscar ter algum espaço como partido no governo Bolsonaro. Pode ser um ministério ou uma secretaria, algo do gênero.”

Sergio Moro não descarta participar do governo Bolsonaro

Michael Melo/Metrópoles
A interlocutores, magistrado afirma que seria uma forma de afastar temor de parte da sociedade de quebra do Estado democrático de direito
O juiz federal Sergio Moro disse a interlocutores nesta segunda-feira (29/10) que não descarta a possibilidade de aceitar um convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para o Ministério da Justiça e assim como uma indicação para Supremo Tribunal Federal (STF). A interlocutores, Moro afirma que a vantagem de integrar a equipe de Bolsonaro seria afastar o temor de alguns setores da sociedade de algum tipo de quebra do Estado democrático de direito. As informações são do jornal O Globo.

A escolha do Ministério da Justiça, porém, o levaria para Brasília antes, já que a primeira vaga na Suprema Corte será aberta em 2020, quando o ministro Celso de Mello completará 75 anos.

Apesar de não manifestar preferência em relação a Bolsonaro durante a campanha eleitoral, Moro afirmava a interlocutores que a volta do PT ao poder seria inaceitável: seria como corroborar com o esquema de corrupção desmontado pela Lava Jato. Além disso, criticava a possibilidade de um eventual governo de Fernando Haddad adotar medidas para controle do Judiciário e da mídia.

Moro também via pontos positivos na campanha de Bolsonaro, como a promessa de não lotear os ministérios.

Mesmo diante da notícia de que grandes empresas poderiam ter financiado disparos em massa de WhatsApp para o candidato do PSL, manteve a convicção de que poderia ser um erro, mas não corrupção, já que Bolsonaro poderia não saber do apoio dos empresários feito por fora da campanha oficial.

O juiz da Lava Jato também diz ter ficado impressionado com a atuação do deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), futuro ministro da Casa Civil, durante a tramitação das 10 medidas anti-corrupção.

O magistrado argumenta que, mesmo diante da pressão dos demais parlamentares, manteve boa parte do projeto original, embora tenha incluído a possibilidade de juízes e membros do Ministério Público serem denunciados por crime de responsabilidade em caso de abuso de poder.

Entrevistas do presidente eleito
As declarações de Moro de que poderia aceitar o convite de Bolsonaro vieram após o presidente eleito afirmar, nesta segunda-feira, que vai convidar o magistrado para compor o governo. O capitão da reserva do Exército defendeu ainda que pelo menos um trecho da reforma da Previdência proposta pelo governo de Michel Temer seja aprovado pelo Congresso.

O novo presidente concedeu entrevistas ontem para cinco emissoras de televisão: TV Globo, Record, SBT, Band e RedeTV!.

Bolsonaro afirmou que vai convidar o juiz Sergio Moro para ocupar uma vaga no STF ou o Ministério da Justiça. O presidente eleito ainda não procurou o magistrado, mas ressaltou que quer agendar a conversa em breve.

Vagas no STF
Pelo menos duas vagas na Corte serão abertas nos quatro anos de mandato do capitão da reserva, com as aposentadorias compulsórias dos ministros Celso de Mello e Marco Aurélio Mello.

“Se tivesse falado isso lá atrás, soaria oportunista. Pretendo sim [convidar Moro] não só para o Supremo, como quem sabe até para o Ministério da Justiça. Pretendo conversar com ele, saber se há interesse e, se houver interesse da parte dele, com toda certeza será uma pessoa de extrema importância em um governo como o nosso”, disse Bolsonaro.

Alunos de escola no DF dizem em dever que Bolsonaro “vai matar viados”

MATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLESEm colégio no Guará, estudantes do 3º ano do ensino fundamental desenharam em cartazes o político portando armas de fogo
Uma atividade feita por alunos de um colégio da rede pública no Guará I chamou atenção de quem foi às urnas no local nesse domingo (28/10). No mural de uma das salas usadas como seção eleitoral, havia cartazes feitos por estudantes do 3º ano do ensino fundamental com a afirmação de que votariam em Jair Bolsonaro (PSL). O motivo? O presidente eleito “vai dar armas para as crianças, adultos e velhos” e “matar os viados [sic]”, segundo os alunos, que têm em média 8 anos de idade.

Na tarefa, intitulada “se eu pudesse votar”, eles demonstraram apoio tanto ao político vitorioso quanto ao candidato derrotado, Fernando Haddad (PT). Porém, foram as declarações e desenhos sobre Bolsonaro que despertaram a atenção dos eleitores, porque neles o deputado federal aparecia portando armas de fogo, como pistolas e metralhadoras.

Num dos cartazes, um estudante disse que votaria no político porque “ele parece que vai ser um bom presidente, mesmo que ele tenha preconceito”.
MATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLES
Estudante desenhou o futuro presidente da República portando armas de fogo
“Tenho o costume de reparar nos murais das escolas. Quando vi, achei inacreditável. Não entendi a intenção, se era uma forma de protesto ou um descuido”, contou uma eleitora que votou na Escola Classe 2. Ela não quis se identificar.

O Metrópoles esteve nesta segunda-feira (29/10) no centro de ensino, onde estudam crianças do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Os cartazes foram removidos logo após a chegada da reportagem. A diretora do colégio, Cindia Carpina Cury, disse que a tarefa ocorreu na última sexta-feira (26), em uma turma do turno vespertino.

“Fui pega de surpresa hoje. Não vi na sexta. A maioria dos cartazes é sobre o Bolsonaro e alguns têm informações sobre homofobia, mas não sei se as crianças têm esse comportamento nem conheço o contexto em que elas vivem”, afirma. A diretora acrescentou que o trabalho da escola tem objetivo de estimular os estudantes ao respeito mútuo. “Não fazemos qualquer tipo de apologia. Inclusive, questões de gênero não discutimos, pois é a família que decide”, contou.
MATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLES
Em outra tarefa, criança desenhou o político apontando metralhadora contra mulher
De acordo com Cindia, a professora responsável pela atividade quis saber as opiniões dos estudantes sobre a eleição e não verificou as respostas delas antes de fixá-las no mural. A diretora disse também que vai reunir os alunos autores das declarações e desenhos sobre Bolsonaro, os pais deles e outros docentes para debater o teor da tarefa.

Essas crianças me falaram que têm pensamento radical. É preciso respeitar opinião, mas o que denigre o ser humano não é considerável. Por isso, faço questão de levar esse assunto à sala de aula, intervir pedagogicamente"
Cindia Carpina Cury, diretora da Escola Classe 2 do Guará

A educadora Andréia Santos, 40 anos, é mãe de um aluno de 7 anos do 1º ano na Escola Classe 2 e demonstra preocupação sobre as respostas. “Os professores devem analisar o tipo de ambiente em que os estudantes vivem, eles são o futuro. Quero meu filho aprendendo coisas boas. Procuro ensinar o contrário, não coisas sobre armas e homofobia. Acho que isso influencia muito na formação das crianças”, afirmou.

A corretora de imóveis Valdenice Moura, 40, engrossa o coro. Duas filhas dela, de 8 anos, estudam no centro de ensino. “Elas já me perguntaram o que são gays. Cabe aos pais e professores explicar. Não existe criança boba. Acho que os cartazes não deveriam ter ficado no mural, mas não acredito que os professores passaram a eles essas informações”, disse.

Debate
A psicopedagoga Luciane Oliveira salientou a importância de se analisar o contexto social e familiar no qual os estudantes estão inseridos. “Não podemos simplesmente criticá-las. Crianças reproduzem o que ouvem sem nem saber o que realmente significa. Elas podem associar a figura do Bolsonaro a arma, mas não quer dizer que tenham essa posição crítica em relação a ele”, explicou.

A especialista reforçou a necessidade de discussão entre professores, alunos e familiares. “A escola é um espaço aberto, temos de ouvir e discutir para entender o nível de pensamento das crianças e desconstruir algumas ideias, o que estão trazendo de casa”, destacou.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não houve denúncia referente aos cartazes fixados em seção eleitoral.

Douglas Carvalho

DOUGLAS CARVALHO - metrópoles

Loteamento de cargos? Núcleo militar de Bolsonaro quer metade dos cargos na transição

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilGrupo chefiado pelos generais da reserva Augusto Heleno e Oswaldo Ferreira envia lista de 25 nomes a Onyx Lorenzoni
Os diferentes grupos que assessoraram o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), durante a campanha começaram a definir a equipe que atuará na transição do governo. O chamado “grupo de Brasília”, comandado pelos generais da reserva Augusto Heleno e Oswaldo Ferreira, submeteu uma lista de 25 nomes ao deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que deve coordenar a transição.

As outras indicações, segundo apurou a reportagem, serão feitas pela equipe econômica da campanha, que teve o economista e futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, à frente, e pelo núcleo político. Heleno foi anunciado como futuro ministro da Defesa por Bolsonaro, enquanto Ferreira deverá ocupar alguma pasta na área de infraestrutura.

O grupo chefiado pelos militares será responsável pela transição em áreas de saúde, segurança, infraestrutura, trabalho, meio ambiente, internacional, justiça e defesa. Entre os nomes indicados, estão o do professor universitário Paulo Coutinho, para a área de ciência e tecnologia; do diretor do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), Alexandre Ywata, para meio ambiente; do consultor e coronel da reserva do Corpo de Bombeiros Luiz Blumm, para saúde e defesa; e do tenente-coronel dos Bombeiros Paulo Roberto, para a educação.

São pessoas que vinham se reunindo em um hotel em Brasília para assessorar a campanha de Bolsonaro – alguns em contato direto com o então candidato –, municiando estudos e projetos tocados pelo grupo de generais.

Embora longe do núcleo mais próximo do candidato, o grupo formado pelos militares foi um dos pilares da campanha que elegeu Bolsonaro, dando respaldo para propostas em diversas áreas, a exemplo da infraestrutura. A ideia é que eles tomem pé da situação de cada ministério e comandem os grupos temáticos que atuarão no centro de transição, montado no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília.

Coordenador da transição e confirmado como futuro chefe da Casa Civil, Lorenzoni dará a palavra final sobre a lista dos nomes que ocuparão os 50 cargos disponíveis para a equipe de transição, com salários que variam de R$ 2 mil a R$ 16 mil.

Os membros da equipe de transição devem tomar posse dois dias após serem indicados e ficam no cargo de forma temporária até dez dias após a posse do novo presidente da República. Antes de assumir, passarão pelo crivo da área jurídica do Palácio do Planalto, que vai verificar se existe algum tipo de impedimento para nomeação em cargo público.

Nesta segunda-feira (29/10), em entrevista no Palácio do Planalto, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que aguarda Lorenzoni para uma reunião nesta quarta (31), em Brasília. Ele afirmou que o CCBB está pronto para receber a equipe de transição, assim que ela for indicada. “O espaço para a transição está perfeitamente instalado, com móveis, computadores, recepção de prédio, segurança da Polícia Federal”, disse. Padilha não descartou a possibilidade de a Força Nacional reforçar a segurança do prédio.

No local, estão disponíveis 22 gabinetes para a equipe de transição, incluindo as duas salas especiais para o presidente e o vice-presidente eleitos, em áreas reservadas. Também serão oferecidas 78 posições de trabalho.

Com 50 cargos disponíveis, a projeção da campanha é de que mais pessoas trabalhem como voluntários – são esperados cerca de 300 integrantes. Serão nomeados apenas aqueles que precisam deixar outras funções no governo ou são peças-chave nas equipes. Os próprios generais da reserva, como Heleno e Ferreira, não deverão receber cargos na transição oficialmente.

Pastas
Em paralelo, os assessores aguardam decisões que caberão ao próprio presidente eleito, como o número efetivo de ministérios que serão mantidos. De acordo com fontes, a tendência hoje é de que Bolsonaro mantenha separado os ministérios dos Transportes e de Minas e Energia. O candidato chegou a dizer que as pastas seriam fundidas em um Ministério de Infraestrutura, mas a avaliação agora é de que isso dificultaria o dia a dia das áreas.

Também hoje a expectativa é de que Bolsonaro não una os ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura, como chegou a anunciar. O próprio presidente eleito disse na semana passada que a proposta pode ser revista.

O grupo de Brasília também prepara as prioridades para os cem primeiros dias do próximo presidente. Na área de infraestrutura, por exemplo, a primeira ação será concluir obras como a da BR-163 e fazer estudos sobre a viabilidade de todas as obras paralisadas no governo.

Com Estadão Conteúdo

No DF,: homem invade hospital, atira e acerta mulher com bebê e servidora

Imagem cedida ao MetrópolesArmado, ex-namorado fez diversos disparos, aterrorizando pacientes e funcionários. O homem fugiu e está sendo procurado pela polícia
Um homem invadiu a pediatria do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) na tarde desta segunda-feira (29/10) e atirou duas vezes contra Graziele Souza Carvalho, 19 anos, que carregava um bebê. Houve tumulto e confusão. Segundo apurou o Metrópoles, a criança caiu no chão, junto com a vítima, e uma servidora na unidade da rede pública de Saúde levou um tiro de raspão na coxa.

“Foi uma correria muito grande, eu estava perto e tivemos que nos esconder na brinquedoteca. Não consegui ver muita coisa”, contou uma funcionária que pediu para não ter o nome divulgado. Ela disse que o homem chegou fazendo diversos disparos.
De acordo com o irmão da servidora baleada, Fabrício Claudino Machado entrou armado e ameaçou Graziele. Ao ver a arma, um homem que acompanhava a vítima avançou contra o atirador, na tentativa de desarmá-lo, mas o criminoso conseguiu disparar ao menos dois tiros, atingindo a funcionária e a mulher. “Ela levou pontos, fez exames e agora está bem”, disse o irmão da técnica em patologia do HRC.

O suspeito de dar fuga ao atirador foi preso pela Polícia Militar durante a noite desta segunda (29). O autor do crime, porém, ainda está foragido. Policiais militares foram até a casa de Fabrício, na quadra 10 do Setor Sul do Gama, mas não encontraram ninguém. Entretanto, avistaram o carro suspeito que pertence a um vizinho entrando na rua. O jovem de 18 anos que dirigia o veículo foi conduzido à 20ª Delegacia de Polícia (Gama).

Confusão
O promotor de vendas Lúcio Mariano da Silva, 42 anos, ouviu os disparos e viu quando o suspeito fugiu. “Ele parecia calmo. Não correu. Só saiu andando a passos rápidos, colocando a arma embaixo da camisa”, narrou.

Lúcio acompanhava a esposa, grávida, no bloco de ginecologia, localizado ao lado da pediatria. Ele também viu quando os seguranças do HRC socorreram Graziele e a colocaram na ambulância. “Ela estava muito ensanguentada no meio dos seios e pálida, desfalecendo. Só falava ‘me socorre’, ‘me socorre'”, relatou.

O suspeito fugiu e está sendo procurado pela Polícia Militar do DF. De acordo com informações da corporação, ele é ex-namorado da mulher e pai do bebê. Após o crime, a Polícia Civil interditou a ala pediátrica para a realização da perícia.

O motorista Antônio Alves Carvalho, 26, chegou ao HRC em busca de atendimento para a filha, de 5 anos, mas encontrou a ala pediátrica interditada. “É péssimo. Minha filha está com febre alta. Nós moramos longe, no Incra 9, perto de Brazlândia. Agora, vou ter de ir ao Hospital Regional de Taguatinga”, lamentou.
Polícia procura por suspeito de balear mulher no HRC
Relacionamento conturbado
A irmã de Graziele, Nayara Souza, 25, contou que estava jantando quando soube do crime. “Vim correndo e chorando, desesperada”, relembrou. Segundo ela, o suspeito tem histórico de passagens pela polícia. Inclusive, teria agredido Graziele em diversas ocasiões. Os dois estavam separados há cerca de dois meses, quando ele tentou reatar o relacionamento pela última vez.

“Eles ficaram juntos por mais de cinco anos. Sempre iam e voltavam. Ele, às vezes, agredia ela, que aparecia com machucado no rosto. Mas nunca o denunciou”, contou.

A Secretaria de Saúde informou que as duas mulheres baleadas estão internadas no HRC, recebendo a assistência necessária. Ambas estão estáveis e não correm risco. A criança não foi atingida.

Segundo a direção do hospital, a paciente estava dentro no corredor, aguardando medicação para o bebê. O pai da criança se identificou na recepção, onde havia dois vigilantes, e pediu para entrar. A mãe foi consultada e confirmou o parentesco. A entrada, então, foi liberada.

Aumento do diesel no Ceará será o maior do país

O valor passará de R$ 3,25 para R$ 3,58 o litro
O preço do óleo diesel vai ficar mais caro no Ceará, Distrito Federal, e em mais 12 estados do país a partir desta quinta feira, 1º de novembro. Conforme o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), a alta no Ceará será a maior do país, de 10,15%, subindo de R$ 3,25 para R$ 3,58 o preço do litro.

O valor do diesel estava congelado desde 1º junho, desde o fim da greve dos caminhoneiros. O governo garantiu custear até 30 centavos por litro do combustível até o dia 31 de dezembro deste ano, como explica o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

Os novos preços da Agência Nacional do petróleo vão valer por 30 dias. Governo Federal prevê gastar 9 bilhões e 500 milhões de reais até o final do ano com o subsídio ao diesel.

CNews

Bandidos envolvidos em mortes, assaltos e tráfico de drogas escapam da cadeia de Mombaça e são caçados

Quatro dos foragidos da cadeia. Segundo a Polícia, todos são de extrema periculosidade
Seis presos considerados de alta periculosidade fugiram, na madrugada desta segunda-feira (29), da Cadeia Pública do Município dee Mombaça, no Sertão Central do Ceará (a 293Km de Fortaleza). A maioria dos foragidos é formada por traficantes de drogas, assaltantes e assassinos que cumpriam pena ou ainda aguardavam julgamento. A Polícia Militar e a Polícia Civil fazem uma caçada na região para recapturá-los.

A fuga aconteceu de forma planejada. Os bandidos serraram as grades das celas e fugiram se aproveitando das falhas na segurança e da péssima estrutura do prédio. Equipes do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e do 13º BPM (Tauá) estão em diligências na tentativa de localizar os seis foragidos. Já a Delegacia de Polícia Civil de Mombaça disponibilizou para a população os números dos telefones daquela unidade para que a população dê informações sobre os criminosos (88-3583-3435 e 88-98153-8529).

Os seis foragidos foram identificados como: Antônio Jônatas Curralino (traficante de drogas, homicida e assaltante), Alex da Silva Paiva (traficante de drogas), Antônio Wagner Duarte da Costa (homicida, traficante e responde também por corrupção de menores), Tales Alves Costa (traficante de drogas), José Adriano Moura de Freitas (traficante) e Mardone da Silva Matos (traficante de drogas).

A Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus), responsável pela administração do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará, não se pronunciou sobre o fato.

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

Homem é detido no Ceará ao ir buscar carteira de habilitação embrigado

O carro do homem também foi apreendido (FOTO: Divulgação/PRF)
O curioso é que ele teve o documento apreendido pelo mesmo motivo: embriaguez ao volante. Além de estar alcoolizado, alguns documentos do veículo também estavam irregulares
Um caso inusitado aconteceu na cidade de Canindé, Sertão do Ceará, neste final de semana. Um homem de 40 anos foi detido após ir buscar a carteira de habilitação alcoolizado.

O curioso é que ele teve o documento apreendido pelo mesmo motivo: embriaguez ao volante. Além de estar alcoolizado, alguns documentos do veículo também estavam irregulares.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o homem que não teve a identificação divulgada está detido na Delegacia Municipal de Canindé após ter sido flagrado alcoolizado ao ir buscar a carteira de habilitação.

Na sexta-feira (27), o homem foi parado em uma blitz e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Desta forma, teve o documento apreendido além de uma multa aplicada ao mesmo.

No sábado (28), o mesmo homem decidiu retirar a habilitação e também o veículo que estava apreendido. De acordo com a PRF, durante a retirada é necessário que seja realizado outro teste do bafômetro. Ao realizar o teste, foi verificado teor etilômetro, como resultado de 0,87 ml/l, o que é considerado alto pelas autoridades.

“Diante do ocorrido, foram realizados os procedimentos administrativos, dada a voz de prisão pelo crime de dirigir veículo automotor sob influência de álcool e a ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil local”, informou a PRF.

A Polícia Rodoviária Federal optou por não divulgar a identificação do homem envolvido no fato.

Tribuna do Ceará

Concurso para Câmara de Itarema abre mais de 150 vagas

As inscrições podem ser feitas até 31 de outubro (FOTO: Câmara Municipal de Itarema)As vagas são distribuídas para Analista de Recursos Humanos, Auxiliar Administrativo, Controlador Interno, Motorista, Ouvidor Geral, Recepcionista, Tesoureiro, Auxiliar de Serviços Gerais, Copeiro e Vigia
A Câmara de Itarema lançou edital para concurso com 157 vagas, sendo 17 para efetivo e 150 para formação de cadastro de reserva.

As vagas são distribuídas para os cargos de Analista de Recursos Humanos, Auxiliar Administrativo, Controlador Interno, Motorista, Ouvidor Geral, Recepcionista, Tesoureiro, Auxiliar de Serviços Gerais, Copeiro e Vigia.

Os salários variam entre R$ 954 e R$ 1.500, com carga horária de 200 horas mensais, para profissionais de nível fundamental e médio.

As inscrições podem ser feitas online até o dia 31 de outubro. A taxa de inscrição será de R$ 100 para cargos de nível médio e R$ 80 para nível fundamental. Mais informações, confira no edital AQUI. 

Bolsonaro deve ter oposição da maioria dos deputados e senadores do Ceará

Bolsonaro deve ter maioria dos opositores no próximo governo (FOTO: Saulo Cruz/ Ag. Câmara)Na Câmara, pelo menos 13 dos 22 deputados devem ficar na posição de acordo com a postura dos partidos na campanha
Não só o Ceará rendeu um dos menores índices de aprovação ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), como a bancada cearense na Câmara e no Senado deve ter maioria de opositores no próximo governo. Na Câmara, pelo menos 13 dos 22 deputados devem ficar na posição de acordo com a postura dos partidos na campanha. No Senado, dois dos três senadores já se manifestaram como opositores antes mesmo da vitória do militar.

O senador Tasso Jereissati (PSDB), logo após o 1° turno, declarou que o partido faria oposição a qualquer um dos eleitos, Bolsonaro ou Fernando Haddad (PT). Em entrevista à Folha de S. Paulo, no começo de outubro, Tasso disse que o capitão reformado “não tem a linha” do PSDB. Para o tucano, o grupo de Bolsonaro “é muito perigoso” em relação à democracia. “Mas acho que as instituições, pelo que estou vendo aqui no Senado, serão uma coisa bem resistente, um ponto de equilíbrio bem forte”, disse à Folha.

No Senado, Tasso é um dos cotados para assumir a presidência da Casa como líder de um “grupo do bom senso” que busca amenizar as polarizações.

Entre os dois senadores eleitos no Ceará em 2018, Cid Gomes (PDT) também é nome certo na oposição. Já Eduardo Girão (Pros) deve assumir o papel de um dos interlocutores entre o Estado e o Governo Federal. Em sua primeira campanha política, Girão derrotou o atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB).

Câmara dos Deputados

Em 2018, o deputado federal mais votado no Ceará deverá ser um dos braços fortes do próximo governo, Capitão Wagner (Pros). Além dele, o PSL elegeu o presidente estadual da sigla, Heitor Freire, para a Câmara. Os dois, juntamente com Eduardo Girão no Senado, se fortalecem na política estadual com a eleição de Bolsonaro.

Nacionalmente, o Pros foi coligado ao PT na campanha presidencial, mas, no Ceará, o partido foi um dos mais ativos na campanha do PSL. Outro deputado cearense a reforçar a bancada pró-governo é Dr. Jaziel (PR), que deve integrar a chamada “bancada da Bíblia”.

A maioria dos cearenses eleitos, no entanto, devem estar na oposição. São eles Luizianne Lins (PT), José Guimarães (PT), Mauro Filho (PDT), Idilvan (PDT), AJ Albuquerque (PP), Robério Monteiro (PDT), Pedro Bezerra (PTB), André Figueiredo (PDT), Leônidas Cristino (PDT), Eduardo Bismarck (PDT), José Airton (PT), Denis Bezerra (PSB) e Roberto Pessoa (PSDB).

Alguns deputados são uma incógnita sobre apoio ou oposição ao novo governo. São eles Célio Studart (PV), Júnior Mano (Patri), Domingos Neto (PSD), Moses Rodrigues (MDB) e Genecias Noronha (SD).

Tribuna do Ceará