Pages

Subscribe:

About

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Número de presos chega a 287, suspeitos de envolvimento em ataques no Ceará

As prisões e apreensões, que foram registradas na Capital, Região Metropolitana e Interior, são oriundas de ações das Polícias Civil e Militar do Ceará (FOTO: Divulgação/ SSPDS)
O número foi divulgado pela SSPDS em balanço realizado até as 17h de quinta-feira; os envolvidos podem pegar penas de até 43 anos de prisão
O Ceará chega ao 9º dia de ataques criminosos. E o número de presos envolvidos na onda de terror chega a 287 até as 17h desta quinta-feira (10).

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que as prisões foram registradas em Fortaleza, Região Metropolitana e interior. “São oriundas de ações das Polícias Civil e Militar do Ceará, que atuam incessantemente para garantir segurança a todos os cidadãos cearenses e a normalidade no funcionamento dos serviços públicos”.

Equipes de diversas unidades da Polícia Civil permanecem em diligências, com investigações concentradas na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Já policiamento ostensivo continua reforçado nos locais estratégicos e dentro dos coletivos de Fortaleza e Região Metropolitana, a partir de operações da SSPDS e a Polícia Militar do Ceará (PMCE). Helicópteros da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS dão apoio às ações.

A população pode contribuir repassando informações que ajudem nas prisões e apreensões de criminosos. As denúncias podem ser feitas pelo 181, que é o número do disque-denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ou para o número (85) 98969-0182, que é o WhatsApp da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). O sigilo é garantido.

9º dia de ataques
Os ataques de criminosos contra patrimônio público e privado diminuíram em número de registros, mas ainda assustam a população cearense. No 9º dia da onda de terror no Ceará, uma bomba sob o viaduto da estação da Parangaba, da linha sul do Metrô de Fortaleza (Metrofor), explodiu na madrugada desta quinta-feira (10). Além disso, houve o registro de um ataque a ônibus e prédios públicos na capital e em Forquilha, a 214 km de Fortaleza.

Com as ocorrências da noite e da madrugada, sobe para 187 o número de atentados de facções criminosas em 47 das 184 cidades do Ceará. Até o momento, 287 pessoas foram presas e 21 presos, líderes do Comando Vermelho, foram transferidos para penitenciária federal em Mossoró (RN).

Tribuna do Ceará

0 comentários:

Postar um comentário